Fotos: Carlos Santana / FBF

@resenhanarede

O árbitro baiano, Jailson Macêdo Freitas, está próximo de completar 48 anos e tem se tornado referência para os jovens árbitros baianos. Experiente, com 22 anos de arbitragem, o árbitro central segue atuando em alto nível. Como prova  de seu prestígio no cenário nacional, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), homenageou o profissional na última sexta-feira (14).

Durante o segundo dia da XV Pré-temporada dos Árbitros de Futebol da Bahia, que conta com a presença do instrutor Antônio Pereira da Silva, enviado pela entidade nacional, Jailson Macêdo recebeu uma camisa da Seleção Brasileira com seu nome e o número 100, além de uma placa de honraria. O agraciamento se deve à marca histórica de mais de 100 jogos de Série A apitados na carreira. O 100º jogo do árbitro foi alcançado ainda em 2017, no dia 20 de agosto, no duelo entre Grêmio e Atlético-PR.

“Agradeço a Deus e a toda minha família por esse momento ímpar, onde vários árbitros contribuíram por questão de gratidão. Eu tenho mais de 100 jogos na CBF e nada melhor do que aqui na casa do futebol da Bahia a gente receber essa homenagem pelo presidente da FBF, comissão e com todos os companheiros assistindo. Isso é muito importante para nós, ficamos muito gratos por isso, porque é um reconhecimento desses 22 anos de arbitragem e atingimos uma marca muito significativa e que isso sirva de inspiração para os jovens árbitros que estão chegando na Federação para que possam também alcançar essa marca significativa”, disse em entrevista ao jornalista Glauber Guerra, presente no evento.

Prestigiaram a homenagem a Jailson o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues; o vice-presidente, Ricardo Lima; o presidente de honra da CEAF-BA, Wilson Paim; o presidente da CEAF-BA, Vidal Cordeiro Lopes; o instrutor Antônio Pereira da Silva e todos os árbitros da primeira turma da XV Pré-temporada.

Fotos: Carlos Santana / FBF
parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui