@Resenhanrede

O advogado do Jacobina, Rafael Matos Sobrinho, afirmou que o clube ingressou com um pedido junto ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) para não realização do Campeonato Baiano. Segundo o profissional o Jacobina entende que não tem condições de  montar uma equipe para disputa do Campeonato Baiano, mesmo que não exista o descenso. Dentre os pedidos, o clube solicita a suspensão da primeira rodada.

“A gente ingressou com mandado de garantia requisitando o não reinicio da competição, tendo como fundamentos a própria situação de pandemia. Basicamente, a gente tem um cenário nacional de calamidade pública. A gente tem decreto em todas as esferas, dentre eles, que nos impedem de realizar até mesmo o treinamento. A gente também entende que os casos de Covid19 está em uma curva ascendente, principalmente no interior”, afirmou o advogado em entrevista a Rádio Sociedade. 

O advogado fez questão de ressaltar que não houve votação para o retorno da competição, mas sim um comunicado por parte da Federação. “Houve uma comunicação procedida de ameaças. Todos os contratos do Jacobina foram encerrados em abril. Em maio não tínhamos mais um time de futebol”, contou.

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) marcou o reinicio do Campeonato Baiano para o próximo dia 22 de julho.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui