Foto: Jacuipense/Divulgação.

@Resenhanarede

O Jacuipense conseguiu um gol logo aos 13 minutos. Dinei foi derrubado na área por Anderson Uchôa e o árbitro marcou o pênalti. Danilo Rios bateu bem e deixou o Leão no Sisal na frente logo cedo.

A partir daí, o clube baiano passou a apostar em um jogo de contra-ataques. O Paysandu teve bastante posse, rondou a área adverária, teve vários escanteios, mas, perigo real, apenas aos 17, em jogada individual de Mateus Anderson – o melhor em campo pelo Papão. Os bicolores conseguiram chegar bem ao ataque pelos flancos, porém sofreram nas jogadas pelo meio – faltava criatividade. Mesmo mais recuado, o Jacuipense ainda foi perigoso. Teve mais e melhores finalizações.

Na segunda etapa, dois gols em um minuto. Aos 32, o Paysandu igualou com Uilliam Barros, ao desviar cobrança de falta. Na saída de bola, em rápido conta-ataque pela esquerda, Levi arranca em velocidade, invade a área, chega à linha de fundo e rola para trás. Thiaguinho aparece livre no meio e chuta com força. Leão do Sisal na frente novamente. Na comemoração o autor do gol levou amarelo por provocar o banco de reservas. O meia Rafael Bastos, que estava no banco de reservas, foi expulso após provocar o banco adversário.

Com a confusão, a partida teve dez minutos de acréscimo. O Paysandu teve duas chances claras de gol, mas não conseguiu igualar novamente o placar. Com o resultado, a equipe do Jacuipense chega a quinta colocação, com sete pontos conquistados.

Colaborador: Osvaldo Barreto.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui