Foto: João Lelo

Natural de Salvador (BA), Larissa Ramos, que já atuou como meia, hoje é ponta esquerda no E.C Vitória. Assim como outras jogadoras, Larissa viu sua relação com o futebol começar desde pequena! Conheça a história da nossa última Sócia Atleta da semana.

Turbilhão Feminino – Como começou a paixão pelo futebol
Larissa Ramos – Sempre tive muitos amigos homens, justamente pelo fato de gostar de jogar bola, então desde bem menininha já jogava na rua com eles. Joguei em alguns projetos aqui do meu bairro junto com uns amigos que também faziam parte, alguns campeonatos masculinos, na maioria das vezes jogava em quadra. Depois de algum tempo conheci meninas que também jogavam futebol, e então começamos a marcar dias da semana pra jogar numa quadra que tem aqui perto, daí conhecemos um amigo que nos levou para jogar de forma amadora, onde tive a minha primeira experiência real com futebol feminino de campo. Depois disso, busquei algumas oportunidades, dentre elas, uma avaliação no próprio Vitória, e no Leônico, mas, todas foram falhas. Até o momento em que vi um post sobre a peneira do E.C Vitória para a divisão de base em 2018 e resolvi tentar de novo, consegui e até hoje estou lá, hoje na equipe principal disputando o Campeonato Brasileiro A-1.

TFF – Apoio da família.
LR – Minha família sempre me apoiou de todas as maneiras e sempre me deu muita força, até mesmo pelo fato de eu ter uma família muito ligada ao esporte, em destaque ao futebol. No início, eram um pouco mais preocupados pelo fato de eu ser menina, filha única e também pelo futebol feminino ser uma modalidade tratada de forma amadora na época, diferente de hoje onde, as equipes são extremamente preparadas profissionalmente e fazem um trabalho muito sério.

TFF – Momentos marcantes
LR – Minha participação no Campeonato Baiano de 2018 onde, fiz meu primeiro gol na equipe principal. Foi uma oportunidade que ganhei, alguns meses depois de ter conseguido entrar para a divisão de base, por isso foi uma oportunidade inesperada, inclusive, eu já vinha treinando algumas vezes com o elenco principal e com certeza foi uma das experiências mais importantes para o meu crescimento como atleta, onde tive muito apoio das meninas da equipe, além de aprender muito com elas. São pessoas pelas quais eu guardo muito respeito, admiração e carinho.

“Nossa participação na primeira edição do Brasileiro Sub-18 foi uma experiência única, além de marcar um momento de grande felicidade para nós atletas pois, marcava o início de grandes evoluções, a criação de campeonatos de base mostra que o futebol feminino vem sendo visto com mais carinho. Ficamos entre as 8 melhores equipes de base do Brasil, sendo a única do Nordeste à passar para 2° fase do campeonato.”

Foto: João Aurélio

TFF – Importância da base na formação da atleta
LR – A divisão de base tem uma importância inegável. Pra mim, para ser um atleta de alto nível há um processo de desenvolvimento. E dentro desse processo, a preparação na base é fundamental, é a primeira etapa desse processo de desenvolvimento.
É neste momento em que o atleta passa a amadurecer mais profissionalmente, é neste momento em que ele consegue desenvolver melhor suas habilidades e passa a ser preparado muito mais previamente para o mundo do futebol. Quando o atleta é trabalhado desde cedo em sua área física, técnica, tática e mental é muito provável que ele venha a estar à frente, desenvolvendo de forma mais ampla o seu talento em relação a uma pessoa que não teve essa preparação. Isso é de uma importância enorme, visto que, os clubes buscam a cada dia mais atletas mais bem preparadas.

TFF – Seleção Brasileira
LR – É um dos meus grandes sonhos. Todas as atletas ou pelo menos a maioria sonha em representar o seu país em importantes competições. É uma das minhas metas, com certeza é uma experiência muito esperada. Para ter uma grande história no futebol, é necessário momentos como esse, está entre os melhores do país. Venho e continuarei trabalhando muito em busca dessa conquista.

TFF – Como tem sido manter a preparação durante a parada
LR – Estou seguindo uma planilha de treinamento semanal que, foi passado pelo nosso preparador físico, como complemento faço algumas corridas durante a semana, e aproveitando o fato de ter uma quadra em frente a minha casa faço alguns treinos com bola. Quando estou em casa reservo algum tempo para ler, ou ver coisas que me ajudem a obter conhecimento no futebol.

Edição: Fernanda Barros / Fidel Costa / Mylla Cecília – @turbilhaofeminino

parceiro oficial

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui