Bahia busca quebra de tabu contra a Chapecoense no Brasileirão.

@ResenhaNaRede

Bahia busca quebra de tabu contra a Chapecoense no Brasileirão.

O próximo adversário do Tricolor de Aço é a Chapecoense, time esse que o esquadrão ainda não conseguiu bater na história dos confrontos. Ao total foram 5 jogos, com a Chape levando vantagem, são 3 triunfos para os catarinenses, dois deles dentro da Arena Fonte Nova e 2 empates.

Para quebrar o tabu de nunca ter vencido o adversário, o Tricolor buscará forças após a eliminação diante do Atlético-PR na Copa Sul-Americana, na última quarta-feira (31). Entenda agora como foram os jogos nos respectivos anos.

Brasileirão 2014

Em 2014, ano em que o Bahia foi rebaixado para a Série B, foram dois confrontos. No primeiro turno, em Chapecó, o resultado foi 2 a 1 para a Chape. Os gols da partida foram marcados por Abuda e Alemão para os catarinenses e Demerson descontou para o tricolor.

Chapecoense 2×1 Bahia no primeiro turno do Brasileirão 2014
(Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

No segundo turno, já na briga pelo rebaixamento daquele ano, o Tricolor recebeu a Chape, na Arena Fonte Nova e foi derrotado pelo placar de 1 a 0. O gol da Chapecoense foi marcado por Tiago Luís, ainda no primeiro tempo. No segundo, foi expulso do partida.

Naquele ano, o Bahia contava com jogadores renomados como: Kieza, Demerson, Uellinton, Maxi Biancuchi e o seu irmão Emanuel. Mesmo com esse elenco, o tricolor foi rebaixado para a Série B do ano seguinte.

Bahia 0x1 Chapecoense pelo Brasileirão 2014 (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Brasileirão 2017

Após passar dois anos na segunda divisão, em 2015 e 2016, o tricolor voltou à elite do futebol brasileiro em 2017. E logo na 18ª rodada, reencontrou o algoz de sua última participação em 2014. A partida foi realizada na Arena Condá, em Chapecó, o resultado foi de empate em 1  a 1. Os gols da partida foram marcados por Túlio de Melo, para a Chape, e Rodrigão para o Bahia.

Preto Casagrande era o técnico interino do Bahia na partida. O ex-técnico Jorginho havia sido demitido dias antes da partida.

Rodrigão comemorando o gol do Bahia no jogo. (Foto: TARLA WOLSKI/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

No returno, na Arena Fonte Nova, já sob o comando técnico de Paulo César Carpegiani, e com chances reais de classificação para à Copa Libertadores, o Tricolor mais uma vez foi batido pela Chape dentro de seus domínios. A partida era válida pela 37ª rodada, o placar foi 1 a 0 para os visitantes. O gol catarinense foi marcado pelo centro-avante Wellington Paulista ainda no primeiro tempo.

No segundo tempo o tricolor desperdiçou uma penalidade máxima com Edgar Junio e ainda teve seu melhor jogador do campeonato, Zé Rafael, expulso no finalzinho da partida.

Chape venceu o Bahia na Fonte e tirou chances do tricolor chegar ao G7. (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Brasileirão 2018

No Brasileirão atual, no primeiro turnoo Tricolor visitou a Chape e ia conseguindo sair com o primeiro triunfo da história dos confrontos, mas no finalzinho sofreu o empate e a hegemonia catarinense permaneceu. Gilberto marcou para o Bahia no prieiro tempo e Osman foi o responsável por empatar a partida para a Chapecoense. Final Chapecoense 1 x 1 Bahia.

Gilberto comemora gol que abriu o placar na Arena Condá (Foto: Liama Polli/ Chapecoense)

Se depender do retrospecto, o Tricolor terá ainda mais dor de cabeça. Mas, as equipes estão em situações opostas na tabela. O Bahia é o 12º colocado com 37 pontos, enquanto a Chape é a 17ª, na zona de rebaixamento com 34 pontos. A diferença é de apenas 3 pontos e 5 posições. Todo cuidado é pouco.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui