#VozDoTorcedor: O fim do BaVi

Foto: Reprodução/Internet

Achou que A Voz do Torcedor tinha acabado? Achou errado, otário! E ela voltou logo após um clássico.

O jornalista e rubro-negro Pedro Caribé sente falta de, em bom baianês, sacanear e ser sacaneado pelos torcedores rivais. Ele quer o direito de visitar o estádio adversário e aguardar para ser uma visita indigesta. Ou pelo menos um visitante a ser caçoado.

A Voz do Torcedor quer o direito de viver o BaVi.

Resultado de imagem para torcida bavi
Foto: Reprodução/Internet

São dez anos que não vejo a sardinha dar uma goleada.

Ser campeão baiano no Barradão então, tem 20 anos.

Sequência com cinco triunfos e um ano de invencibilidade. O que é isso?

Não sei, não vi, nem ouvi. Não estava no estádio.

Sim, não existe BaxVi com torcida única.

Não tem gozação in loco.

Não dá pra cantar: “Ai, ai, ai ai, ai ai ai. Tá chegando a hora…”

Não dá pra ver o lado do rival vazio quando abrem os portões.

Não dá pra pular e gritar feito um condenado para irritar o adversário.

Devolvam meu BaxVi, e de preferência com torcida mista.

Quero gozar e ser gozado por meus primos cara a cara.

Ver uma casal sair de mãos dadas enquanto um se lamuria.

Descer o Garcia no Baú com tricolores e rubro-negros.

Falar pra um senhor barrigudo não voltar mais cedo pra casa pra evitar uma surpresa…

O maior clássico do Norte-Nordeste acabou. O que existe é outra coisa que a diretoria dos parmalates que se acham revolucionários ficam louvando enquanto são reféns da Arena Itaipava-Odebrecht-OAS.

Sãos tempos de golpes, farsas e avanço do futebol moderno, e o que me resta é sentar na arquibancada desalinhada de concreto no Barradão.

Quando Vitória meter goleadas de 3, 4, 5, 6 ou 7 ou qualquer outro baile de 1×0, aí tudo bem, é sinal que voltamos a ter alguma coisa que podemos chamar de BaxVi.

Foi assim que aprendi e vivi por uns 25 anos.

Vinicius Nascimento
Sobre Vinicius Nascimento 254 Artigos
Estudante de Comunicação na UFBA, produtor do programa Os Donos da Bola na TV Band e faz de tudo no Resenha na Rede. Oficialmente, editor e repórter do site. Tricolor, viciado em estádio e feliz pela própria natureza.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*