Vitória brinca de picula com seu torcedor

Foto: Reprodução

@Resenhanarede

Com a confirmação da informação divulgada no site Resenha na Rede e o “retorno” do Vitória para o Barradão, chego a conclusão de que os dirigentes do clube estão brincando de picula com seu torcedor. Para explicar este posicionamento será preciso decifrar a enigmática nota assinada pelo presidente Paulo Carneiro.

O comunicado oficial divulgado para imprensa e torcedores é claro no título: “Mudança da Arena Fonte Nova para o Estádio Manoel Barradas”. Para o mais desavisado, aquele que não se preocupa com a leitura mais profunda,o recado foi dado. A conclusão é de que após duas partidas na Arena, o Vitória retorna ao seu estádio.

Foto: Felipe Oliveira/ECV.

Entretanto, em seus primeiros parágrafos, a carta oficial desmente o próprio título ao afirmar que a mudança será de alguns jogos, aqueles de menor apelo. Caramba! Sport, Oeste, Londrina, Figueirense, Brasil de Pelotas, CRB e Coritiba são os jogos do Vitória em Salvador. Destes, de menor apelo só entendo as partidas contra o  Sport e CRB, afinal não são times que brigam na segunda parte da tabela. Todos os outros serão de grande apelo para o torcedor, visto que, são adversários diretos na fuga do rebaixamento.

É verdade que das sete partidas que ainda acontecem dentro de casa, Londrina e Coritiba já estavam previstas para o Manoel Barradas. Assim, com a partida do Sport sendo mantida na Arena, quatro jogos foram os que sofreram alterações.

O PAPO COM A BOLERAGEM

O texto oficial do clube informa ainda que os jogadores foram peças importantes na decisão da direção. “os jogadores foram ouvidos em reunião na segunda à tarde, dia 30/09, e manifestaram aprovação pela mudança”, segundo o comunicado. Ora bolas! Qual foi o motivo de não ouvir o elenco antes? O contrato com a Arena Fonte Nova terá três anos, contados a partir de dezembro. Então, existia necessidade imediata de realizar jogos fora do Barradão até o final do ano? Pelo visto não. O gestor tomou uma decisão a toque de caixa.

OS PLANOS

O texto conforta os torcedores que compraram o plano diamante, será permitido que eles assistam a partida da Tribuna de Honra do Barradão. E os demais? E o sócio que foi achincalhado no plano prata e mudou para o rúbi, qual será o seu benefício? A torcida agora é que não se tenha um áudio chamando quem faz esses questionamentos de “pregueiro”.

O torcedor rubro-negro foi convencido que mudar para Arena Fonte Nova era preciso, devido ao momento financeiro do clube e começava a comprar a ideia da mudança. Agora, terá que se convencer que a volta para o Barradão é fundamental devido ao momento financeiro do clube. A verdade é que se o Vitória ganha do Guarani (primeira partida na Arena), as coisas seriam diferentes.

Colaborador: Osvaldo Barreto

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*