Vitinho fala da carreira, passagem pelo Jacobina e atual momento do Bahia de Feira

O jogador é o autor do primeiro gol do Campeonato Baiano 2019

Foto: Divulgação/Bahia de Feira

@resenhanarede

Autor do primeiro gol do Campeonato Baiano 2019, peça importante no esquema tático do técnico Quintino Barbosa, Victor Leandro, ou melhor, Vitinho, é o dono da camisa 11 do Bahia de Feira e falou com exclusividade ao Resenha na Rede sobre sua carreira, sonhos e metas para 2019.

O Tremendão é o atual líder do Baianão com 9 pontos e tem Vitinho como uma das peças fundamentais para a campanha do time na busca do bicampeonato. Natural da cidade de Jacobina, no extremo norte da Chapada Diamantina, o meio-campo de 28 anos começou a carreira como profissional no time de sua cidade, o Jacobina Esporte Clube, adversário deste domingo (3), na Arena Cajueiro.

Antes de chegar ao Bahia de Feira, ele teve uma boa passagem pelo PFC Cajazeiras na disputa da Série B do Baianão 2018, onde trabalhou com o técnico Paulo Sales, hoje no Jacobina. Vitinho acredita que sua carreira vem numa crescente nos últimos anos, quer ser reconhecido no futebol baiano e nacional e revelou qual é o seu maior sonho como jogador de futebol.

“As coisas estão fluindo em minha vida, sempre dando meu melhor. Nos meus últimos clubes consegui ser destaque, mas ressalto que meus companheiros e comissão técnica me ajudaram muito. Esse ano não está sendo diferente, temos um grupo qualificado e com excelentes profissionais. Sabemos que essa profissão de jogador tem uma palavra-chave para o seu crescimento: Oportunidade. E se ela chegar, em um time com maior expressão, você tem que agarrar com unhas e dentes.  Mas estou focado aqui no Bahia de feira e com fé em Deus vamos brigar por esse título baiano, respeitando os outros clubes, mas o objetivo do Bahia de feira é o título. Meu maior sonho é, quem sabe um dia, jogar no Flamengo, meu time de coração”, afirmou.

Com 3 triunfos em 3 jogos, o Bahia de Feira soma 9 pontos, é o líder da competição, tem o melhor ataque com 7 gols, ao lado do Bahia da capital, e a melhor defesa, junto com o rival Fluminense, ambos sofreram apenas 1 gol até aqui. Ainda é cedo para qualquer afirmação, mas Vitinho vê o Bahia de Feira hoje como um possível candidato ao bicampeonato.

“Nossa campanha até agora está perfeita. Estamos colhendo o que plantamos na pré-temporada, agora é continuar com esse foco e buscar nosso objetivo”, contou.

Jogo contra o Bahia

Na partida da última quarta-feira (30), contra o Bahia na Arena Fonte Nova, muito foi falado da utilização do time B, reserva, misto ou sub-23 pelo tricolor da capital, o que fez o técnico Barbosinha dar uma forte declaração com tom de provocação ao final da partida, vencida pelo Tremendão por 2×0.

Foto: Divulgação/Instagram

Para Vitinho, a postura do Bahia em usar uma equipe alternativa não tira o mérito do resultado obtido pelo Bahia de Feira e acredita que o Tremendão tem condições de encarar a dupla Ba-Vi de igual para igual, seja em Feira ou em Salvador.

“Sabemos da força do Bahia e do Vitória, clubes de grande expressão e de grandes jogadores, mas temos nossas qualidades também. O campeonato está em aberto. Mas, independente de time A ou B, Bahia é Bahia e ganhamos de um grande clube e isso não tira nossos méritos”, concluiu.

Reencontro com o Jacobina

Esta será a primeira vez, em partida oficial, que Vitinho enfrentará seu ex-clube, o Jacobina. Na pré-temporada foram disputados dois jogos amistosos. Em Jacobina, o time da casa levou a melhor e venceu por 1×0. Na partida em Feira de Santana, as equipes ficaram no empate em 1×1.

(Foto: Reprodução/Jacobina)

Vitinho conhece bem sua ex-equipe, já trabalhou com Paulo Sales, no Jacobina e Cajazeiras. Ele pode revelar algumas dicas para Barbosinha sobre o adversário para não ser surpreendido pelo Jegue da Chapada dentro de casa.

“Jogamos um amistoso lá e sabemos da dificuldade que foi, mas o professor Barbosinha vai trabalhar em cima do Jacobina para a gente fazer uma boa partida. Tenho um carinho especial pela torcida do Jacobina, mas sou profissional e agora estou defendendo o Bahia de Feira e vou dar meu melhor. Conheço todos lá no clube e o que puder fazer para ajudar o professor Barbosinha, vou fazer”, disse.

Sempre marcando muitos gols por onde passou, neste ano ele não pensa em brigar pela artilharia e garantiu que, no Bahia de Feira, fazendo gols, ou dando assistência, o importante é ajudar o Tremendão na briga pelos objetivos. Sobre fazer valer a Lei do Ex e comemorar, ou não, caso marque contra seu ex-time, Vitinho garante que ainda não pensou nisso, mas quer sair com o resultado positivo no domingo.

“Graças a Deus sempre fiz gols nos clubes onde passei. Mas independente de fazer gol ou não, quero sempre ajudar minha equipe com assistência, gols e na parte defensiva também. Em relação a comemoração, nunca pensei nisso, mas acho que é coisa de momento. Independente de fazer gol ou não, quero sair com a vitória”, garantiu.

A partida entre Bahia de Feira e Jacobina está marcada para domingo (3), às 16h, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana. O Tremendão busca manter a invencibilidade no campeonato enquanto o Jegue da Chapada tentará a primeira vitória na competição.

Eduardo Dias
Sobre Eduardo Dias 257 Artigos
Colunista e repórter. Acompanha os times de futebol do interior da Bahia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*