STJD interdita o Joia da Princesa

Decisão foi tomada por conta de incidentes durante o jogo com o Santa Cruz.

Foto: Reprodução

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) determinou que o Estádio Joia da Princesa deve ser interditado. A medida foi tomada em decorrência dos atos de violência no jogo do Fluminense de Feira contra o Santa Cruz, no dia 31 de janeiro, pela Copa do Brasil.

Durante a partida houve confronto entre as torcidas organizadas de ambos os clubes. O árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima relatou na súmula que aos quatro minutos do primeiro tempo foi arremessado um objeto explosivo próximo a torcida do Santa Cruz, vindo de fora do estádio.

De acordo com a prefeitura, o estádio já está recebendo melhorias na iluminação externa, no videomonitoramento, além do isolamento entre as torcidas da casa e visitante. A informação é do diretor do Departamento de Esportes do Município, Emerson Brito.

Na manhã da terça feira (27), em reunião entre representantes do Governo Municipal, do Fluminense de Feira e o comandante da 64ª Companhia da Polícia Militar, Lúcio José Fonseca da Silva, foi apresentado o relatório com todas as medidas que já estão sendo adotadas pelo Governo Municipal.

“Por parte da Prefeitura está tudo encaminhado. A Polícia Militar deverá enviar um novo relatório ao STJD informando as medidas já adotadas pelo Município, e vamos aguardar também um recurso interpelado pelo Fluminense ao Pleno do STJD para que o estádio seja liberado”, explica Emerson Brito.

Fonte: Acorda Cidade

Cássio Moreira
Sobre Cássio Moreira 59 Artigos
Estudante de Jornalismo (Estácio). Repórter futebol baiano.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*