Foto: Daniel Vorley/AGIF
parceiro oficial

O Bahia enfrentou o Corinthians nesta quinta-feira, 22, e sofreu a sua segunda derrota consecutiva. O tricolor amarga uma série de quatro jogos sem vencer, acumulando três derrotas no período. O tricolor é o 14º colocado do campeonato com 10 pontos, a apenas um do Sport: primeiro time na zona de rebaixamento.

O JOGO

O Corinthians manteve seu padrão de atuação e construiu o resultado tranquilamente. Por mais que o Bahia tenha iniciado bem o jogo, tentando impor uma proposta agressiva e criando oportunidades como o chute de Zé Rafael aos 12 minutos, que obrigou boa defesa de Cássio, o time corinthiano foi frio em campo e aos tempos arrefeceu o ímpeto tricolor.

Quando o cronômetro apontava 23 minutos, Rodrigo Becão falhou na reposição de bola e entregou no pé de Jadson. O meia rodou a bola até Romero, que encontrou Jô livre na área: o centroavante pegou muito embaixo da bola e isolou.

O lance não faria falta, já que um minuto depois o próprio Jô receberia novo passe, dessa vez de Fagner, e dessa vez ele não perdoou: em mais uma demonstração de frieza ele driblou o goleiro Jean e empurrou a bola para as redes abrindo o placar. 1×0 para o líder do campeonato.

O gol deixou o Bahia nervoso, situação ideal para o organizado time do técnico Carille, que cozinhou o jogo da mesma forma. O tricolor chegou com perigo com Vinícius, aos 39, através de um chute de fora da área que desviou na zaga corinthiana e assustou o goleiro Cássio. No mais, nada de muito perigoso até o árbitro paraense assinalar o fim do primeiro tempo. 

SEGUNDO TEMPO: O MESMO RETRATO, DUAS EXPULSÕES E MAIS DOIS GOLS ALVINEGROS

Os times retornaram com os mesmos jogadores para o segundo tempo, que teve uma história similar à etapa inicial. Novamente o Bahia se arriscou ao ataque no início do jogo e mais uma vez sem sucesso. A equipe tricolor esbarrava tanto na própria incapacidade de criar jogadas contundentes, quanto na sólida defesa corinthiana, que estava determinada a manter o desempenho de apenas cinco gols sofridos em todo o campeonato.

EXPULSÕES

Logo aos 11 minutos o volante Gabriel fez falta boba em Edigar Junio e foi expulso pelo segundo cartão amarelo: no primeiro tempo havia pegado Vinicius com uma entrada feia de carrinho. Era a chance do Bahia crescer em campo, mas sequer deu tempo de ensaiar uma reação já que quatro minutos depois o também volante Renê Júnior, agora do lado azul, vermelho e branco, cometeu falta feia e também foi expulso.

PASSANDO A RÉGUA

Com 10 de cada lado, o jogo ficou aberto. E muito mais aberto para a equipe mandante, que chegava com tranquilidade até o gol de Jean. Àquela altura, o Bahia oferecia espaços tanto no meio-campo, que sentiu muito a falta de Renê Jr, quanto pelo lado direito, onde Matheus Reis não conseguia segurar as investidas de Fagner. O segundo gol era apenas questão de tempo e saiu na bola aérea: depois de escanteio cobrado da direita, o zagueiro Balbuena, livre, empurrou para as redes ampliando o placar. O gol incendiou o Corinthians, que mostrou determinação para ampliar o placar, feito que conseguiu no último lance após uma trapalhada do volante Feijão: mais um erro na saída de bola e Marquinhos Gabriel ficou sozinho de cara com Jean. O canhoto, em mais uma demonstração de frieza, deu um toque por cima do goleiro, que nada podia fazer. Fim de jogo. Corinthians, invicto,  e cheio de moral para enfrentar o vice-líder Grêmio 3 x 0 Bahia, precisando correr atrás do prejuízo.

O Bahia volta a campo no próximo domingo, 25, contra o Flamengo pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida acontecerá às 18h na Arena Fonte Nova e os ingressos já estão à venda para a torcida tricolor.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 x 0 BAHIA

 22 de junho de 2017, quinta-feira | 19h30 (Horário de Brasília)

Local: Arena Corinthians, SP

Competição: Campeonato Brasileiro | 9ª rodada

Público total: 34.494 

Público total: 34.494 | Renda: R$ 1.504.387,20

Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA) | Auxiliares: Hélcio Araújo Neves (PA) e Jose Ricardo Guimarães Coimbra (PA)

Cartões amarelos: Gabriel, Balbuena e Romero (Corinthians) | Allione, Rodrigo Becão e Renê Júnior (Bahia) 

Cartões vermelhos:  Gabriel (Corinthians) e Renê Júnior (Bahia)

Gols: Jô, aos 24′ do primeiro tempo; Balbuena, aos 34′ do segundo tempo e Marquinhos Gabriel, aos 47′ do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson (Marquinhos Gabriel), Rodriguinho (Camacho) e Romero; Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis; Renê Júnior,  Feijão, Vinícius (Régis) e Allione (Gustavo); Zé Rafael e Edigar Junio (João Paulo). Técnico: Jorginho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui