Situação do Bahia em 2019 é ruim, mas ainda pode piorar; entenda

Tricolor pode ficar de fora do Campeonato Baiano e da Copa do Nordeste

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

@resenhanarede

Com eliminação e atuações ruins no ano, o Bahia do técnico Enderson Moreira caminha a passos largos rumo ao abismo em 2019. Na noite desta quarta-feira (13), o Tricolor tropeçou na Arena Fonte Nova para o Sergipe, pela Copa do Nordeste, foi vaiado, e de quebra ouviu a torcida cantar olé para o adversário. Contudo, a manutenção do cargo de Enderson se tornou insustentável.

Com o empate contra o Vitória, no domingo (10), pelo Campeonato Baiano, a situação do Tricolor no estadual ficou complicada. Na 5ª colocação com 12 pontos, e não dependendo de apenas suas próprias forças para alcançar a classificação, o esquadrão vai à Jequié enfrentar o time da casa que briga contra o rebaixamento. Além de precisar vencer no domingo, o Tricolor terá que torcer para que Atlético de Alagoinhas, Vitória e Vitória da Conquista não pontuem na rodada para conseguir voltar ao G4 e ir às semifinais.

Foto: Felipe Oliveira/ECB.

Tarefa difícil, mas não impossível. Mesmo com o clima tenso, o Tricolor precisará de força máxima, caso queira permanecer na competição. Caso não se classifique, o planejamento da direção irá por água a baixo ainda no primeiro semestre. A equipe já acumula o primeiro fracasso de 2019, quando foi eliminada pelo modesto Liverpool do Uruguai, na Copa Sul-Americana, outra eliminação poderá custar muito caro para o ano do Tricolor.

Copa do Nordeste

Situação parecida também na Copa do Nordeste. Com a derrota para o Sergipe, o Bahia ocupa a 4ª colocação, com 9 pontos. No entanto, após o complemento da rodada, caso o Confiança vença o Vitória, Náutico derrote o CRB e o ABC ganhe do Sampaio Corrêa, o Tricolor cairá para a vice-lanterna do grupo B.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Faltando duas rodadas para o fim da primeira fase do Nordestão, o Bahia ainda tem pela frente o Salgueiro, na Arena Fonte Nova, e seu algoz de 2018, o Sampaio Corrêa, fora de casa. Serão jogos importantes para a manutenção do planejamento do ano e definição dos objetivos tricolores na competição.

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, tem a oportunidade de salvar a temporada Tricolor enquanto há tempo: com a mudança de treinador. Mesmo que defenda a manutenção do trabalho a longo prazo, após a partida de ontem, presidente, técnico e direção se reuniram durante longas horas no vestiário da Arena. O que mostra que a demissão de Enderson parece ser questão de tempo, ou apenas um puxão de orelha.

O Bahia volta a campo neste domingo (17), pelo Campeonato Baiano, contra a equipe do Jequié, no Estádio Waldomiro Borges, em Jequié.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*