“Se um cara é despreparado sem olhar a câmera, ele continuará despreparado olhando”, esbraveja presidente do Bahia

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

@Resenhanarede

A derrota do Bahia de 1 a 0 para o Atlético-PR foi tema de revolta para os dirigentes e torcedores do Esporte Clube Bahia. O presidente Guilherme Bellintani demonstrou total insatisfação após a partida e classificou as duas decisões da arbitragem que anularam os gols como erradas.

“Aquela conversa que a gente teve como um dos responsáveis sobre o árbitro de vídeo, foi para tentar entender o processo de decisão deles. No primeiro gol a gente teve uma visão muito clara que não foi falta e do segundo que não foi impedimento. A gente precisa falar primeiro sobre que aconteceu ontem, se cogitou até a transferir a partida, mas a gente teve o bom senso da Comebol. Quem teve aqui hoje viu que se o gramado não está perfeito, estava em condições de uso e sabe com convencemos a Comebol? Mostrando a fotografia do gramado que jogamos lá cotra o Cerro no Uruguai”.

O Bahia foi um dos clubes que votou a favor de custear o VAR para ser usado durante o Campeonato Brasileiro. Mas, apesar do posicionamento da diretoria, Bellintani pontuou que a arbitragem tem que ser qualificada.

“Sou um defensor do VAR e serei sempre, mas enquanto não melhorar a arbitragem, pois se um cara é despreparado sem olhar a câmera, ele continuará despreparado olhando. Outra coisa, o VAR só deve ser utilizado em campo, se o árbitro tiver convicção do contrário, ele ficou uns três minutos olhando a imagem do primeiro lance, o que demonstra total falta de convicção. No segundo lance, não há como o cara marcar com convicção impedimento e na dúvida deve ser validado o gol”.

O Presidente tricolor também garantiu que o Bahia entrará com uma representação junto a Conmebol. “Nossa crítica é contra o modelo de arbitragem brasileira e sul-americana, estamos entrando com uma representação solicitando o diálogo entre os árbitros de vídeo e o de campo”.

Osvaldo Barreto
Sobre Osvaldo Barreto 1277 Artigos
Editor, colunista e repórter. Produtor do programa Os Donos da Bola (TV Band). Advogado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*