Foto: Cruzeiro/Divulgação.

@Resenhanarede

O elenco do Bahia para temporada 2020 ainda não está fechado e o radar da direção Tricolor aponta para duas peças que tem contratos vinculados com a equipe do Cruzeiro. O Volante Éderson e o atacante David são os nomes pretendidos, mas os dois jogadores vivem situações complicadas, pois para buscar a rescisão contratual com o time mineiro, optaram pela via judicial. Fato que faz o os departamentos jurídicos e de futebol do Bahia estudarem os casos.

A situação de David foi facilitada nas últimas horas, visto que, o atleta conseguiu uma liminar na Justiça da Trabalho e agora está livre para procurar um novo clube. Contudo, a situação é temporária, pois o Cruzeiro pode conseguir restabelecer o vínculo com o atleta a qualquer tempo, basta uma nova decisão. Há uma audiência marcada entre o clube e o atacante para fevereiro.

“Se a gente pudesse pôr a mão no fogo pelo futebol brasileiro, só dirigentes sérios, a gente diria que nenhum dirigente pegaria ele (David) numa situação dessas, mas infelizmente vão existir casos que vão aceitar essa pendência jurídica e podem até dar andamento nisso”, disse o diretor Ocimar Bolincenho em entrevista a rádio 98 Fm.

O caso do volante Éderson é mais complicado, tendo em vista que, a justiça já negou uma liminar para rescisão contratual. Nesta semana, o presidente do Bahia tentou intermediar um acordo entre clube e atleta, mas a reunião não surtiu qualquer efeito. Os agentes do atleta parecem não concordar com um acordo, o jovem de 20 anos tem 60% dos direitos econômicos ligados ao clube, que pagou, ao todo, R$ 1,25 milhão ao Desportivo Brasil, de São Paulo.

Colaborador: Osvaldo Barreto.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui