Foto: Reprodução

@Resenhanarede

O canoísta Isaquias Queiroz demonstrou certa insatisfação ao ser tratado como “o baiano” pela imprensa nacional. Em entrevista especial ao site Uol, o campeão mundial e medalhista olímpico disse acreditar que a expressão vem acompanhada de certo preconceito.

“Não, e sou brasileiro. Por que, quando vai fazer uma matéria com o pessoal do sul, é ‘o brasileiro não sei o que’? Por que quando é baiano, tem que ser o baiano? Tenho que ser Brasil’

Dono de três medalhas olímpicas e 12 mundiais, nascido na cidade de Ubaitaba (BA), Isaquias faz questão de ressaltar que o povo baiano não tem nada de preguiçoso. “Tenho raiva quando o pessoal fica com piadinha com baiano, que é preguiçoso. Dou logo a piadinha na cara: ‘Baiano é preguiçoso, mas o campeão do mundo de uma prova de velocidade é um baiano, e sou eu”.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui