Paulo Catharino renuncia ao cargo de presidente do Conselho e nega convocação da AGE

(Foto: Maurícia da Matta / Divulgação / EC Vitória)

@resenhanarede

O presidente do Conselho Deliberativo do Vitória indeferiu o pedido de convocação da Assembleia Geral Extraordinária (AGE), sob o argumento de pedido abstrato na admissibilidade do processo e automaticamente renunciou a presidência do Conselho Deliberativo do Vitória faltando 7 meses para o fim do seu mandato.

Conforme divulgado pelo Galáticos Online, Catharino renunciou ao cargo baseado em um parecer de Fredie Didier, processualista renomado da Bahia. Ele também revelou que sua decisão foi por questões éticas e morais.

“Não vou me sujeitar a pressões ou chantagens. Realmente para mim seria muito mais “fácil” e “populista” me eximir da responsabilidade e transferir à AGE decidir, mas não conseguiria dormir em paz com minha consciência, além de abrir um precedente perigoso para o clube, aumentando ainda mais a instabilidade institucional que vivemos, pois estaria validando um procedimento manifestante ILEGAL”, disse Catharino.

O Conselho terá um novo presidente até o fim de setembro, mês previsto para novas eleições. O novo mandatário é o vice Robinson Almeida.

AGE

É um movimento criado por sócios-torcedores do Vitória aptos a participarem da próxima eleição. Após conseguir o número mínimo de assinaturas para convocação da Assembleia Geral Extraordinária, o grupo aguardava a decisão de Catharino e dá seguimento, ou não, ao pedido. Dentre as propostas da AGE, a principal é a antecipação das eleições para presidente e vice-presidente do Esporte Clube Vitória.

 

Eduardo Dias
Sobre Eduardo Dias 311 Artigos
Colunista e repórter. Acompanha os times de futebol do interior da Bahia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*