Card: Resenha na Rede.

@Resenhanarede

Qualquer torcedor do Bahia conhece a frase: “fure ele pai. Puco, puco!”. É dessa maneira espontânea que Marinho Jr entoa os gols do Bahia, nos microfone da Metrópole FM. Aos 32 anos, o repórter e setorista do Bahia vive um grande um momento no rádio esportivo baiano e revelou, em participação na live do site Resenha na Rede, o desejo de um dia se tornar narrador.

“Vou revelar uma coisa aqui, nem meu pai saiba e não sei nem se comentei com minha esposa. Mas pensei em fazer algo como no tempo em que comecei na Rádio Cristal, quando, após montar o equipamento da Metrópole, ia fazer o campo (comentar os lances na beira do gramado) na Cristal. E então pensei: jogo do Bahia eu tô trabalhando, então posso usar uma rádio menor para narrar jogos do Vitória. Pensei em montar uma equipe com uma galera mais jovem e até sem oportunidade, mas até o momento ainda não saiu do pensamento”, contou.

Ávido por novos desafios, Marinho Jr foi o repórter que levou as informações das Seleções que ficaram sediadas em Salvador para Band, durante a realização da Copa América em 2019. Daquele período ficaram as boas lembranças para o radialista.

“Quando aconteceu a oportunidade ir pra TV, liguei para Rainan (Peralva) e contei que tinha recebido a proposta, mas que iria aceitar. Todos os dias perguntava tudo e ele me mandava flash de matéria, bastidores, pois já tinha experiência. O primeiro vídeo foi um falso ao vivo e que para mandar um vídeo bom, gravei 157 vídeos. Será que errei? Errei e muito. As vezes era só insegurança”, confidenciou.

Com seu “puco” reconhecido em toda Bahia, o repórter contou também como surgiu a ideia para o grito de guerra. “Fui para São Paulo com Rainan, Clerisson Amorim e ficamos em um hotel. Nas resenhas entre a gente, eu falava muito “puco”, mas no sentido de porrada ou estourar algo. Rainan virou para mim e sugeriu para adicionar isso na hora do gol. Fiquei procurando uma forma para colocar, quando João Andrade (narrador) disse para falar duas vezes, “puco, puco”. De 2012 para cá virou febre”, comemora.

Confira:

Colaborador: Osvaldo Barreto.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui