O Barradão voltou! Vitória goleia o Ferroviário e assume a liderança do grupo B

Fotos: Mauricia da Matta / E. C. Vitória - Edição: Resenha na Rede

Uma noite com um misto de fortes emoções e preocupações, assim foi recebido o torcedor rubro-negro na noite dessa quinta-feira (01) no Estádio Manoel Barradas. Pelo lado da emoção tivemos mais homenagens ao saudoso goleiro Wallace, falecido em trágico acidente automobilístico no último sábado (27) – veja o vídeo abaixo -, e pelo lado da preocupação, tinha o receio, o medo que se repetisse a sina de 2017. Felizmente para o torcedor rubro-negro, neste início de temporada o time vem correspondendo, e neste jogo em especial, foi jogada a última pá de cal sobre o fantasma da má fase leonina dentro dos seus domínios.


PRIMEIRO TEMPO

A sensação do primeiro tempo para o torcedor rubro-negro é de que o 1 x 0 foi pouco. O leão da boa terra foi superior ao Ferroviário durante toda primeira etapa e logo no início do jogo abriu o placar no Barradão. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Kanu cabeceou para as redes do goleiro Bruno Colaço. Até agora o torcedor deve estar se perguntando: Foi uma cabeçada ou foi um chute? Com um estilo de jogo que marca todas as equipes treinadas pelo Vagner Mancini, o Vitória sufocou o adversário em grande parte do primeiro tempo, que demonstravam ter imensa dificuldade para sair jogando. Por outro lado o leão baiano, quando em posse da bola, tinha em seus atletas uma grande movimentação, principalmente pelas pontas, onde nesse período foi acionado o lado esquerdo com o Juninho, Bryan e o Neilton.

SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa o clube mandante continuou exercendo o seu amplo domínio na partida, e novamente, no início do jogo – segundo tempo -, ampliou o placar. Em novo escanteio, tivemos outra vez Kanu como protagonista. O zagueiro artilheiro novamente testou para o gol e saiu para comemorar. O Vitória acumulou chances de gol, tendo algumas sendo desperdiçadas, outras salvas pelo goleiro do Ferroviário. As mais marcantes foram a finalização de primeira e para fora do atacante Denílson, e a belíssima bicicleta do Rhayner que parou na grande defesa do Bruno Colaço. Engana-se quem pensa que o ferrão não atacou. Foi em um desses lances que o Andrei triângulou e arrancou do meio campo para fazer um golaço, descontando para os visitantes. O susto porém, não assustou – desculpem o trocadilho -. O rubro-negro da boa terra não sentiu o impacto do gol sofrido e acordou novamente para o jogo. A equipe do Vagner Mancini acelerou o ritmo e conseguiu marcar mais duas vezes e foram dois verdadeiros golaços. Primeiro veio o do Rhayner, que recebeu um cruzamento da esquerda e acertou um belo chute de trivela. O segundo foi o do Neilton, que limpou a jogada após uma dividida do André Lima, e mandou um balaço no ângulo. Vitória 4 x 1 Ferroviário, placar final.

NA TABELA

Com o resultado o rubro-negro foi a 6 pontos e assumiu a liderança do grupo B na Copa do Nordeste 2018, sendo seguido de perto pelo ABC. Já o Ferroviário continua amargando a última posição do grupo sem ter conquistado um único ponto sequer. O próximo compromisso do Vitória será novamente em casa diante do Bahia de Feira pela 4ª rodada do Campeonato Baiano de 2018.  O ferrão, por sua vez, vai enfrentar o Floresta fora de casa pela 6ª rodada do Campeonato Cearense. Os jogos estão marcados para acontecer no próximo domingo (4) às 16 hrs (Horários locais).

FICHA TÉCNICA

Vitória 4 x 1 Ferroviário
Copa do Nordeste 2018 – 2ª rodada
Local: Estádio Manoel Barradas, Salvador.
Data: 01/02/2018.
Vitória: Fernando Miguel, Lucas (Rhayner),  Bruno Bispo, Kanu e Bryan; Uillian Correia, Fillipe Soutto, Juninho (Flávio) e Yago; Neílton, Denílson (André Lima). Técnico: Vagner Mancini.
Ferroviário: Bruno Colaço, Batata (Everaldo), Erandir, Túlio e Sávio; Liniker, Diego Silva (Léo Paraíba), Glauber (Andrei) e Janeudo; Valdo Bacabal e Luis Soares. Técnico: Ademir Fonseca.
Arbitragem: Déborah Cecília Correia (FIFA), Cleberson Nascimento Leite e Ricardo Bezerra Chianca, todos de Pernambuco.
Horário: 21:15 hrs.
Cartões Amarelos: Liniker e Luis Soares (Ferroviário).

Tacio Caldas
Sobre Tacio Caldas 14 Artigos
Direito como profissão, jornalismo por amor e futebol por paixão. Pelo esporte eu vivo e imparcialidade é meu nome. Rubro-Negro acima de tudo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*