parceiro oficial

Ontem (25) aconteceu a última rodada da primeira fase da série D do Campeonato Brasileiro, partidas decisivas para os clubes envolvidos na competição. A Bahia estava em campo representada por três clubes: Fluminense de Feira, Jacobina e Juazeirense.

Nunca antes na história da competição, três representantes do Estado chegaram ao fim da primeira fase com reais chances de classificação. E a possibilidade tornou-se realidade, os clubes baianos passaram de fase, mantendo a esperança de alcançarem a série C.

O Fluminense de Feira, representante que já tinha ido mais longe na história da competição, conseguiu assegurar a primeira colocação do grupo A7, após empatar em casa com o Itabaiana, por 2 a 2. O Touro realiza a sua quarta participação na série D, tendo alcançado a quarta fase em 2016, perdendo a vaga para o Volta Redonda.

O Jacobina esteve com suas atividades paradas durante 22 anos, após retornar a primeira divisão do Campeonato Baiano (2015), o clube tem enchido de orgulho a região. O Jegue da Chapada oscilou durante a primeira fase, mas, mesmo após a derrota para o Sergipe, garantiu a segunda colocação do grupo A9, com 9 pontos.

A Sociedade Desportiva Juazeirense também possui um histórico na série D. Em 2013, não conssguiu avançar de fase, ficando em quarto lugar no grupo. Já em 2016, o Cancão de Fogo conseguiu ir até a  terceira fase, mas foi derrotado pelo Motoclub. A Juazeirense ganha nova chance, após terminar a fase de grupos como líder.

A torcida fica para que os atuais resultados sejam consequência da profissionalização dos clubes do interior baiano. Afinal, o Estado carece de uma terceira força e tal acontecimento só se tornará realidade, quando um clube baiano alcançar a série C do Brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui