Nos pênaltis, Juazeirense garante classificação na Série D

Foto: Alair Constantino/Dono do Apito

 @Resenhanarede

 

Na primeira partida, a Juazeirense venceu por 1 a 0 e jogava por um empate para chegar às oitavas de final. O Patrocinense precisava vencer por dois gols de diferença. O placar em 1 a 0 nos 90 minutos levou a decisão para as penalidades. Nas cobranças, o Cancão de Fogo garantiu a classificação.

O JOGO

Precisando do resultado os donos da casa pariram para cima da equipe baiana. Aos 10 minutos,  Mário Cesar finalizou e forçou a primeira intervenção do goleiro Gleibson. 

Aos 17 minutos, o time do Patrocinense pediu pênalti. Juninho lançou para Nathan. Ele dominou na área, cortou o zagueiro e caiu na área. A arbitragem mandou o jogo seguir.

Só dava Patrocinense. Aos 25, Lazarini cruzou e a bola sobra no segundo pau para Erick Bahia. Ele bateu rasteiro, a bola passou pelo goleiro e Rodrigo Ramos salvou em cima da linha.

SEGUNDA ETAPA

Jogando com o regulamento, a equipe da Juazeirense apareceu aos três minutos da segunda etapa. Gilson recuou mal para dentro da área. Clébson invadiu a área livre, mas finalizou mal. Quase a Juazeirense abriu o placar.

Mas quem tirou o zero do placar foram os donos da casa. Aos quatro minutos, Luiz Fernando! Camisa 10 soltou a pancada no meio do gol. Sem chance para Gleibson.

O Cancão de Fogo apareceu novamente aos 23 minutos. Deram espaço para o William que bateu de longe. Goleiro do CAP espalma para escanteio.

Buscando o gol de empate, os baianos voltaram a assustar ao 35 minutos da segunda etapa. Toni Galego cruzou na área e defesa cortou. Rodrigo Ramos pegou a sobra e encontrou Ewerton. Ele dominou tirando o zagueiro e bateu rasteiro. A bola tirou tinta da trave de Cleysson.

PENALIDADES

O goleiro Gleibson pegou a quarta cobrança. A Patrocinense bateu com Danielzinho e o goleiro do Cancão de Fogo foi buscar. Após a cobrança, jogadores do banco de reservas das duas equipes se estranharam, mas a equipe do “deixa disso” controlou a situação.

A última cobrança da Juazereinse foi de Ewerton, que garantiu a equipe baiana nas oitavas de final da Série D.

FICHA

Patrocinense: CELYSSON; LAZARINI, BETÃO, JUNINHO E JONATHAN; GILSON, MARIO CÉSAR, ARLISON E LUIZ FERNANDO; NATHAN E ERICK BAHIA. TÉCNICO: Thiago Oliveira.

Juazeirense: Gleibson, Rodrigo Ramos; Emílio, Emerson e Cesinha; Waguinho, Jeam, Willian e Clebson; Marcos e Nino Guerreiro. Téc: Carlos Roberto.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*