Missões do Bahia em 2019: equilibrar expectativas e cobranças da torcida

Guilherme Bellintani terá que conter a euforia da torcida

Que o ano de 2019 será de afirmação para o Bahia no futebol brasileiro, todos nós já sabemos. Motivos não faltam: terceira temporada consecutiva na Série A do Brasileiro, base do elenco mantida, maior orçamento da história do clube, situações financeira e administrativa sob controle, diretoria prestigiada e com a confiança da nação tricolor. O problema é que juntamente com toda essa expectativa também virão as cobranças, principalmente, das arquibancadas e da imprensa.

Mais do que nunca, os torcedores, acredito que até mesmo fãs de futebol de todos os cantos do Brasil – principalmente pela força e segurança que o time tem passado, tanto dentro quanto fora de campo –, esperam um Bahia forte, brigando por títulos de Baiano, Nordeste e Sul-Americana, pelo menos semifinais da Copa do Brasil e, finalmente, acabar a temporada entre os dez primeiros colocados do Brasileirão para sair em definitivo do grupo de times que só lutam contra o rebaixamento e até, quem sabe, faturar uma vaguinha na Libertadores ou pré-Libertadores.

Enderson Moreira, que segue no comando técnico do Bahia, terá a base do time à sua disposição: Douglas, Nino, Tiago, Lucas Fonseca, Gregore, Elton, Nilton, Ramires, Élber, Edigar Junio e Gilberto, entre outros. Além de grana para trazer bons nomes e reforçar o elenco. O orçamento previsto para o ano é de cerca de R$ 140 milhões – falta ainda negociar a grana de TV com a Rede Globo. O valor é 40% a mais do que o disponível no ano passado.

Nomes como o do atacante Rogério, ex-Sport e que tem oscilado bons e maus momentos nos últimos 3 anos, não deixa de ser uma boa aposta de velocidade pelos lados, o experiente meia-atacante Guilherme, que estava no Atlético-PR e tem passagens por Corinthians, Atlético-MG, Cruzeiro e futebol russo e o meio-campista Jean Mota, emprestado pelo Santos, são bons nomes e que chegam para agregar e aumentar o poder ofensivo do Tricolor. Nomes como o de Thiago Carleto, experiente lateral-esquerdo que está na Arábia e viria para suprir a vaga deixada por Léo Pelé, e de Rodrigo Lindoso, do Botafogo, agradam, mas ainda precisam ser confirmados. Mas caso todos os nomes se confirmem, o comandante do Bahia terá uma boa dor de cabeça para montar o time titular. O atacante Iago, ex-CRB, e o lateral direito Matheus Silva, que atuou na última temporada pelo Paysandu, juntamente com Rogério, ex-Sport, foram anunciados ontem pela diretoria.

Porém, mesmo com apenas 13 dias de pré-temporada, Enderson não poderá se dar ao luxo de reclamar do pouco tempo de preparação, principalmente com o seu principal arquirrival na Segundona do Brasileiro e em crise nas áreas administrativa e financeira. Ou seja: os títulos do Baiano e do Nordeste são vistos como obrigação e, caso não venham, a relação pode ficar bastante complicada entre diretoria e torcida.

Com tantos aspectos positivos pesando a favor do clube e que fazem a torcida vermelha, azul e branca depositar muita esperança no sucesso do time em 2019, a comissão técnica e a diretoria terão que saber lidar com a pressão acima do normal, se comparada com os últimos anos, principalmente quando os resultados não vierem e quando acontecer uma sequência negativa de resultados. Então, para que o ano seja tranquilo e termine com títulos, será necessário equilibrar a relação entre expectativas e cobranças por parte da nação Tricolor. É sonhar alto, mas com os pés bem firmes no chão, dando um passo de cada vez.

Rafael Tiago Nunes
Sobre Rafael Tiago Nunes 3 Artigos
Jornalista e comentarista esportivo. Formado na Faculdade da Cidade do Salvador. Ex-editor do Caderno de Esportes do Jornal Massa, já foi repórter de esportes, cidade e economia do Jornal Massa, do Caderno 2 do jornal A Tarde, da Rádio Educadora. Atuou também como jornalista da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura da Bahia), da OAB-BA (Ordem dos Advogados), assessor de imprensa e sócio-diretor da Habemus Comunicação.

10 Comentário

  1. Esse ano vamos pra cima. A nação tricolor espera uma boa campanha no Brasileirão além dos títulos da copa do nordeste e do baiano.

    BBMP!

  2. Espero que 2019,seja um ano de muitas conquistas nos campeonatos estadual, regional,sulamericana e uma ótima colocação no brasileirão.Acredito que Enderson Moreira possa,montar um Bahia mais organizar e competitivo.Ele soube trazer novamente para o time jogadores,que estavam esquecido pelo seu antecessor e motivou mais ainda o grupo.

  3. Muito bem analisado, a situação do Esporte Clube Bahia,estamos navegando em Mar de Brigadeiro.
    O Bahia, hoje nos deixa feliz e esperançosos, casa arrumada,como vc lembrou Rafael Tiago,3a temporada no grupo de Elite e fazendo dever de casa, espancando os vice! !
    Parabéns pela colocação,o campeonato Baiano ,temos a obrigação de ganharmos,o elenco forte e competitivo,que tenham conciencia que estão no time mais amado do universo.
    BBMP

  4. Torcendo por uma boa campanha do meu Bahia, desejos e expectativas não me faltam para o Bahia vencer todos os campeonatos! Avante tricolor baiano do meu core!!! BBMP

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*