Intermunicipal: Beto Oliveira busca o bi com Itamaraju e penta da carreira

Foto: Reprodução/Google

No currículo, o técnico acumula 4 conquistas do Intermunicipal e uma do Campeonato Baiano da Série B. 

@resenhanarede

A seleção de Itamaraju chega a sua terceira final de Campeonato Intermunicipal da história. Das duas primeiras vezes que chegou, em 2002 e em 2004, levantou a taça de campeão. Agora, para conquistar o tão sonhado tricampeonato, os itamarajuenses contam com a ajuda do técnico Beto Oliveira, atual campeão do certame com a seleção de Eunápolis.

Em 2002, na sua primeira decisão, Itamaraju derrotou Euclides da Cunha e sagrou-se campeã pela primeira vez. Dois anos depois, em 2004, já sob o comando do então técnico Beto Oliveira, voltou a vencer o Intermuncipal ao derrotar a equipe de Cachoeira.

Foto: Prefeitura Municipal de Itamaraju

Bastante conhecido no futebol baiano, tanto no amador, quanto no profissional, Beto Oliveira é o atual campeão do torneio com a seleção de Eunápolis, título conquistado de forma inédita.  O treinador também já conquistou o Intermuncipal pela seleção de Coaraci, em 2001, e Porto Seguro em 2010. Podendo sagrar-se bicampeão consecutivo no próximo domingo, Beto já almeja sua quinta conquista e falou com exclusividade ao Resenha na Rede sobre a fama de “Rei do Intermunicipal”.

“Se nós ganharmos o título no domingo, será o quinto título meu como treinador do Intermunicipal. Fui campeão em 2001 com o Coaraci, 2004 com Itamaraju, 2010 com Porto Seguro e 2017 por Eunapólis. Quero ganhar o quinto título meu e o terceiro de Itamaraju. O pessoal já fala que eu sou o rei do extremo sul, pelos três títulos conquistados e os quatro no Intermunicipal, mas isso não faz a minha cabeça, eu trabalho sempre em busca de títulos. Acho que é uma obrigação de um treinador quando chega para trabalhar numa seleção ou num time profissional. Espero conquistar novamente no domingo”, disse.

Foto: Prefeitura Municipal de Itamaraju

No total, em seu currículo o técnico acumula 4 conquistas do Intermunicipal e uma do Campeonato Baiano da Série B, com a equipe do Itabuna, de forma invicta em 2002. Para a grande final, Beto espera contar com o apoio da torcida para ajudar a seleção itamarajuense a reverter o placar.

“Nós vamos ter o nosso torcedor a favor, assim como Itapetinga teve no primeiro jogo. Temos que fazer um jogo tranquilo para ser campeões. temo que ganhar o jogo, ganhar bem. Vai ser difícil? Vai. A seleção deles é muita boa também. Tem qualidade e fizeram um bom jogo na primeira partida. Mas dentro de casa temos que fazer a nossa parte, como eles fizeram lá. Fazer um jogo bom para conseguir uma grande vitória. Não podemos tirar o pensamento positivo da cabeça”, ressaltou.

Para conquistar o terceiro troféu de sua história, a seleção de Itamaraju precisará vencer a equipe de Itapetinga, que saiu na frente na partida de ida, em casa, pelo placar de 1 x 0. Os itamarajuenses terão que vencer pelo mesmo placar e levar a disputa para as penalidades ou um triunfo acima de dois gols para levantar o terceiro troféu do campeonato.

Eduardo Dias
Sobre Eduardo Dias 206 Artigos
Estudante de Jornalismo (Estácio). Colunista e Repórter do interior.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*