Guilherme pede desculpas à torcida do Bahia em rede social; veja

(Foto: Divulgação).

@resenhanarede

O jogador Gulherme protagonizou uma cena inusitada próximo do final da partida de ontem (13), contra o Sergipe, na Arena Fonte Nova. Toda vez que tocava na bola, o meia era vaiado pelo torcedor, o que gerou uma revolta por parte do jogador que acenou para a torcida insatisfeito.

Em nota, na sua conta no Instagram, Guilherme explicou a situação alegando que o aceno era um pedido de apoio no momento difícil da partida.

Confira a nota na íntegra: 

Bom dia, pessoal! Passando aqui pra me posicionar sobre o que, de fato, aconteceu, ontem, na partida contra o Sergipe. Já no fim do nosso jogo, no auge da tensão, briguei por uma bola no meio campo e ouvi nosso torcedor protestando contra a equipe. Minha reação instantânea, naquele momento crucial da partida, foi gesticular de modo a pedir apoio, e não vaias, nos momentos finais que estivéssemos em campo, porque ainda poderíamos buscar, pelo menos, um empate, e com o apoio de vocês nossas chances SEMPRE são maiores. .
Na sequência, notei que alguns interpretaram meu pedido como uma resposta intempestiva à pressão, mas, reafirmo, não foi essa a minha intenção. Sei que todos podemos mais, e o torcedor pode ter certeza de que nossos esforços estão 100% voltados para isso. A pressão faz parte do futebol e, particularmente, já lido com ela desde que saí do Maranhão, 17 anos atrás, para sustentar minha família fazendo o que amo.
.
De peito aberto, peço desculpas se dei a entender algo diferente de um pedido de apoio, ainda que estivéssemos com o placar desfavorável, mas o fiz porque creio que só assim, juntos, nos fortaleceremos a ponto de estarmos bem preparados para tudo de grande que ainda está por vir nesta temporada. #bbmp🔵🔴⚪️

https://www.instagram.com/p/Bu_bCazg6pTT5QHHcXORozO-Pdtn4nDPLmbU2M0/

Eduardo Dias
Sobre Eduardo Dias 295 Artigos
Colunista e repórter. Acompanha os times de futebol do interior da Bahia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*