Card: Resenha na Rede.

@resenhanarede

Na última quarta-feira (29), o jornalista do Resenha na Rede, Osvaldo Barreto, bateu um papo, ao vivo, no Instagram, com a jornalista responsável pela página Turbilhão Feminino, Fernanda Barros, tendo como tema principal o futebol feminino e os problemas existentes na modalidade.

A modalidade tem sido muito bem vista pelo público, mas na Bahia a história ainda é outra. Além de poucos clubes femininos, também não há muita torcida. Mas, de acordo com Fernanda, se comparado com anos anteriores, o número de torcedor tem aumentado no estádio.

“A gente percebe que o público tem crescido, há um aumento de torcida. Se pegar o jogo da final do Campeonato Baiano que aconteceu na Fonte Nova, entre Bahia e o Juventude de Vitória da Conquista, a gente percebe que foi um público muito grande”.

A modalidade feminina tem avançado, mas continua muito abaixo dos números do futebol masculino em salários, investimento e patrocínios. Além de pouco investimento e da baixa visibilidade. Outro problema enfrentado pelas atletas e equipes é o preconceito, por conta disso poucas treinadoras assumem os times femininos. Mas, Fernanda acredita na melhora do esporte.

“Há investimento por parte do Bahia e do Vitória, que vem aumentando a base e já são times tradicionais, o próprio São Francisco do conde, também já é tradicional. Mas é óbvio que não vai estar perfeito sempre, ainda tem que melhorar, tem que crescer. Ainda tem a própria barreira do preconceito, a gente já tem algumas treinadoras, são poucas de fato, mas comparado ao início o número que temos já é melhor”, ponderou.

Colaboradora: Emillly Giffone.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui