Em noite de apagões, Jacuipense e Vitória tem jogo interrompido

Fonte: Resenha na Rede/Foto Divulgação

Em um jogo que poderia ser um “reinicio” para o Esporte Clube Vitória no Campeonato Baiano de 2018, a folha para reescrever a história do Rubro-negro neste certame, acabou novamente antes do tempo. Desta vez não houve um suposto encerramento forçado, mas sim uma suspensão do jogo por questões de falta de energia. O jogo ficou interrompido por mais de uma hora após o início do segundo tempo, tendo apenas 15 min jogados. Segundo Ednaldo Rodrigues, Presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), o jogo será retomado na tarde desta quinta-feira (22), às 15 h, no mesmo local. Bom para o Vitória que poderá recuperar seus atletas e reiniciar o jogo com mais fôlego e ânimo, ruim para a Jacuipense, que apesar do placar adverso, havia começado melhor o segundo período.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou com a Jacuipense tomando a iniciativa do jogo, partindo para cima, enquanto o Vitória apresentava um maior nível de dificuldade, superior até do que o esperado pela comissão técnica Rubro-negra, mas que era plenamente justificável pela enorme quantidade de desfalques – devido a confusão generalizada no último clássico BaVi -, mas também por opção do próprio treinador rubro-negro, que resolveu poupar alguns jogadores. Não demorou muito para o Vitória equilibrar as ações e passar a ser o dono da partida. O clube de Salvador passou a trocar melhor os passes, a criar mais chances e assustar mais o goleiro do Leão do Sisal. O Vitória tentava de todas as formas abrir o placar, fosse com jogadas trabalhada pelo chão ou com bolas alçadas na área. E foi justamente nessas tentativas que o Vitória assustou por duas vezes a defesa do time local. Em uma primeira oportunidade, o lateral Pedro Botelho fez uma investida pela esquerda, entrou na área e acertou a trave; a segunda foi devido a uma cobrança venenosa de falta pelo Guilherme Costa que obrigou o goleiro Jordan a voltar para dentro das três traves e afastar a bola para escanteio.

Se o Vitória chegava à frente sempre com perigo, a defesa Rubro-negra, por vezes, tomava alguns sustos com os contra – ataques da equipe de Riachão do Jacuípe, mas nada que levasse tanto perigo a ponto de abalar a confiança rubro-negra. Sem se incomodar tanto com as jogadas ofensivas da Jacuipense e vendo o fim o primeiro tempo se aproximar, o Vitória se aproveitou de mais uma jogada pela ponta esquerda para abrir o placar da partida. Dessa vez olateral e meia trocaram suas posições, confundindo a marcação do Leão do Sisal. Aos 43 min de jogo, o meia Guilherme Costa avançou pela esquerda e cruzou para a conclusão do lateral Pedro Botelho. Jacuipense 0 x 1 Vitória, resultado final do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

O Campeonato Baiano continua sendo uma lastima. Domingo, em um dos maiores clássicos do Brasil e o maior do Norte/Nordeste, ocorreram cenas deploráveis no Estádio Manoel Barradas (Barradão), com muitos atos de indisciplina dos jogadores de ambos times, briga, pancadaria, banalismo, invasão de campo, nove expulsões e um suspeito encerramento antecipado do jogo.

Hoje (21), no Estádio Eliel Martins (Valfredão), o jogo foi interrompido aos 14/15 min do segundo tempo, ficando paralisado inicialmente por mais de 20 min por problemas com o gerador de energia que atendia ao estádio. Após este período e troca de gerador, a energia foi rapidamente retomada, mas não durou muito. Poucos instantes depois a energia voltou a cair. No meio a um volta e não volta da iluminação do estádio, através desses geradores, e após 56 min de paralisação, o árbitro da partida utilizou do bom senso e encerrou o jogo de forma parcial, suspendendo momentaneamente a partida. Esta por sua vez, segundo Ednaldo Rodrigues, Presidente da FBF, será retomada na tarde desta quinta-feira (22), sendo remarcado para as 15 h, inicialmente no mesmo local.

Fonte: Resenha na Rede/Foto divulgação

PÓS APAGÃO

Nesta quinta (22) deveremos ter a continuação da partida com mais uns 31/32 min de bola rolando sem contar com os acréscimos. Se mantido o resultado, o Vitória contabilizará 13 pontos na tabela superando o rival Bahia que o havia o ultrapassado – isto após a FBF dar causa ganha ao tricolor através do regulamento -, após o último BaVi, reassumindo a vice-liderança e ficando atrás apenas da Juazeirense que continua invicta na competição e soma 16 pontos. Já a Jacuipense se manterá com apenas 4 pontos e seguirá na luta com o Jacobina e Atlântico para escapar do rebaixamento.

Após a conclusão do jogo, se houver como prometido, o Leão da Barra continuará atuando fora de casa, enquanto a Jacuipense continuará jogando em casa. O primeiro jogará no próximo domingo (25), às 17 h, no Estádio Valdomiro Borges, contra o Jequié em busca de mais 3 pontos, enquanto o segundo enfrentará, novamente em frente aos seus torcedores, um adversário direto na briga contra o rebaixamento, o Jacobina . Este jogo estava, inicialmente, marcado para o sábado (24), mas devido a interrupção do jogo de hoje (21), e posterior conclusão na tarde desta quinta (22),  deverá migrar também para o próximo domingo no mesmo horário. Ambos jogos serão válidos pela 7ª rodada do Campeonato Baiano.

FICHA TÉCNICA

JACUIPENSE X VITÓRIA

Cameponato Baiano 2018 – 5ª rodada
Local: Arena Valfredão, Riachão do Jacuípe – BA;
Data: 21/02/2018 – Complemento em 22/02/2018*;
Horário: 21:45 hrs – Complemento às 15 hrs*;
Arbitragem: Gleidson Santos Oliveira, Carlos Eduardo Bregalda Gussen e Dijalma Silva Ferreira, todos do quadro da Federação Bahiana de Futebol;

Jacuipense: Jordan, Teles, Matheus, Lídio e Maxwel; Uelliton, Daniel Alves, Daniel Peixoto e Eudair; Tiaguinho e Brasão. Técnico: Jonilson Veloso;
Vitória: Caíque, José Welison, Ramon, Walisson Maia e Pedro Botelho; Lucas Marques, Fillipe Soutto, Jhemerson e Guilherme; Jonatas Belusso e André Lima. Técnico: Vagner Mancini;

* Por conta da interrupção do jogo será necessário um complemento nesta data e neste horário. Ratificações no texto podem acontecer!

Tacio Caldas
Sobre Tacio Caldas 14 Artigos
Direito como profissão, jornalismo por amor e futebol por paixão. Pelo esporte eu vivo e imparcialidade é meu nome. Rubro-Negro acima de tudo.

1 Trackback / Pingback

  1. Confronto direto: Jacuipense enfrenta o Jacobina no Eliel - resenhanarede

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*