Em jogo morno, Bahia e Cruzeiro apenas empatam no Mineirão

O Bahia bem que tentou ganhar seus 3 primeiros pontos nesse Campeonato Brasileiro longe de Salvador, conseguiu abrir o placar com o zagueiro Douglas Grolli, mas minutos depois cedeu o empate para a equipe Cruzeirense, com Thiago Neves.

 

PRIMEIRO TEMPO

Pouca emoções marcaram o primeiro tempo das duas equipes em campo, o Cruzeiro tentou propor as ações do jogo, tinha qualidade para isso e tinha como trunfo o fato de estar jogando em casa, mas o Bahia terminou com um número de finalizações maior que o adversário celeste na primeira etapa , mas faltou efetividade nas finalizações do tricolor, que não colocou o goleiro Fábio pra trabalhar, mas o Cruzeiro fez ainda muito menos.

Aos 4 minutos de jogo, Anderson deu uma de abusado e em bola recuada de Douglas Grolli, o goleiro tricolor fingiu que ia dar um bicão pra frente e aplicou um lindo corte no atacante cruzeirense Barcos, testando o coração da torcida do Bahia. Na primeira finalização de fato do tricolor, Élton arriscou de muito longe e a bola encobriu a meta defendida pelo goleiro Fábio.

O Cruzeiro seguiu no jogo sem finalizar de forma efetiva em direção ao gol do Bahia, até os 16 minutos, quando Barcos protegeu bem a bola e fez ótimo passe para Thiago Neves, ele dominou dentro da área e bateu, mas foi travado pelo lateral Léo. Foi a melhor chance do time cruzeirense na etapa inicial.

Aos 20, Zé Rafael trabalhou a bola perto da entrada área e rolou para Elber, que foi na linha de fundo e mandou no meio da confusão. A bola sobrou para Gilberto, que bateu para o gol, mas a bola explodiu em Egídio. Tricolores ficaram pedindo pênalti, mas o juiz mandou o jogo seguir.

O jogo seguiu sem muitos lances perigosos, aos 40 minutos Gilberto puxou um contra-ataque e, mesmo marcado por muitos cruzeirenses, finalizou para o gol. A bola saiu à direita de Fábio.

O Cruzeiro só voltou a chutar uma bola contra a meta tricolor aos 45 minutos, numa cobrança de falta cobrada por Thiago Neves, que tentou de perna esquerda e mandou muito longe, sem sustos para Anderson.

SEGUNDO TEMPO

Na volta do vestiário foi o Cruzeiro voltou quem criou a primeira oportunidade de gol, após trapalhada de Lucas Fonseca, a bola sobrou com Lucas Silva, que soltou uma pancada e mandou para fora, logo aos 2 minutos da etapa final.

O Bahia respondeu aos 8 minutos, Zé Rafael arrancou pelo meio, levou a marcação do Cruzeiro e só perde dentro da área. A bola sobra com Gilberto, que finaliza de primeira e a bola explode na defesa celeste. Um minuto depois Zé Rafael puxava contra-ataque pela esquerda e sofreu falta dura de Léo, que tomou cartão amarelo.

O jogo começa a esquentar, e em cobrança rápida de lateral pela equipe do Cruzeiro a bola sobra para Thiago Neves que rola a bola de bandeja para Barcos, só ele e o goleiro, era só fazer e correr pro abraço, ele pegou muito embaixo da bola e mandou muito longe do gol, alívio para a torcida tricolor.

Mas foi o tricolor de aço quem abriu o placar no estádio do Mineirão, em cobrança de escanteio ensaiada aos 14 minutos, Vinícius acertou o cruzamento na cabeça de Douglas Grolli, que subiu mais do que a zaga do time mineiro e testou firme pro fundo do gol, nada pôde fazer o goleiro Fábio.

A reação Cruzeirense não demorou a vir, e 4 minutos depois Egídio cruzou e também de cabeça Thiago Neves, com muito estilo, empatou o jogo. Thiago Neves inclusive estava com muita vontade de mostrar serviço e em uma jogada de muito longe, ele cortou pro meio e arriscou o chute,, a bola passou com muito perigo a direita do goleiro Anderson.

Em uma tentativa de deixar o time mais leve e rápido para um possível contra ataque que pudesse matar o jogo,, Enderson sacou Elber e Vinícius e colocou o garoto Marco Antônio e Régis no jogo, na terceira e última alteração do treinador, Gilberto saiu para dar lugar a Edigar Junio, mas o jogo acabou mesmo empatado em 1×1.

Com o empate o Bahia ficou na décima colocação, mas ainda pode ser ultrapassado por América Mineiro e Chapecoense, que ainda jogam na noite deste domingo.

O Bahia volta a entrar em campo na noite de quarta feira, desta vez na Arena Fonte Nova contra o Internacional, às 19h30.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*