Foto: Jonatan Dutra/Ferroviária SA

Dando prosseguimento a semana dedicada ao projeto de extremo profissionalismo da Ferrinha, vamos abordar os principais momentos de um ano absolutamente emocionante. Tantas decisões, além de proporcionar momentos bons e ruins, serviram para acentuar ainda mais a rivalidade Ferroviária x Corinthians.

Na Libertadores sediada no Equador, depois de uma primeira fase com duas vitórias e uma derrota para as donas da casa do Deportivo Cuenca, as Guerreiras Grenás passaram pelas colombianas do Atlético Huila (3×2), campeãs da edição 2018, na fase seguinte. Na sequência, os 2×1 sobre o Cerro Porteño (PAR) garantiu a Ferroviária na grande decisão contra o Corinthians, vencida pelo time da capital.

Porém, no Brasileiro a história havia sido diferente: após campanha de altos e baixos, a equipe de Araraquara se classificou na penúltima entre oito vagas para a fase final do Brasileirão. Mas, nos momentos decisivos, o time cresceu muito e numa deslumbrante ascendente passou a derrubar grandes adversárias. Nas quartas de final, diante do Santos, uma vitória de 2×1 para cada equipe culminou em decisão por pênaltis, vencida pela equipe grená. Já nas semifinais, os dois empates (ambos 1×1) contra o Avaí/Kindermann proporcionaram nova disputa de penais com novo êxito da Ferroviária. Para desespero das rivais e alegria da Ferrinha, os empates (1×1 e 0x0) contra o Corinthians, em dois jogos extremamente emocionantes, resultaram na terceira definição por pênaltis. A experiência adquirida nas fases anteriores acabou pesando a favor das Guerreiras Grenás que mantiveram a tranquilidade e conquistaram o Brasileiro 2019 em pleno Parque São Jorge diante da torcida rival.

Foto: Tiago Pavini/Ferroviária SA

Alguns destaques da temporada precisam ser lembrados como, por exemplo, a técnica Tatiele Silveira que chegou no início do ano passado e conduziu bravamente a Ferroviária ao título, desbancando equipes consideradas favoritas até então.  A treinadora foi eleita a melhor do Brasileirão 2019. Dentro das quatro linhas, a atleta Aline Milene, com vasta experiência no exterior, bem como na Seleção Brasileira, foi uma grande peça na engrenagem da equipe, sendo fundamental na marcação que parou as adversárias na dura caminhada rumo ao título. Com grande mérito, a jogadora também figurou na seleção das Melhores do Brasileiro. Assim como a volante Aline, a goleira Luciana também brilhou debaixo das traves e foi imprescindível na campanha, principalmente defendendo um pênalti na finalíssima. A jogadora é uma das grandes xodós da torcida que reconhece nela a segurança necessária para o time seguir brigando por grandes conquistas.

Em 2020 a campanha no Brasileirão era irretocável até a parada, 4 vitórias em 4 jogos. A prova de fogo contra o Corinthians era a atração principal da 5ª rodada, mas a partida acabou sendo suspensa por conta da pandemia.

Edição: André Chagas / Fernanda Barros – @turbilhaofeminino

 

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui