Foto: Maurícia da Matta/ECV.
parceiro oficial

@Resenhanarede

O zagueiro Ramon, 24 anos, deixou o Vitória desde que o contrato foi encerrado com os baianos e conseguiu assinar um pré-contrato com o Cruzeiro. O jogador estava treinando, na Toca da Raposa, desde a quarta-feira da semana passada, mas sem definição do seu futuro. Nos últimos dias, não foi a campo trabalhar com o grupo.

Contudo, sem nenhuma justificativa à imprensa, a direção mineira decidiu por não exercer o direito de assinar o contrato definitivo com o atleta. O fato causou revolta em seu agente, André Cury.

“O Cruzeiro, ultimamente, não tem nenhum tipo de conversa. O clube está à deriva. Ele expõe o menino, faz o menino vir para fazer papel de palhaço. Eu perguntei: “Vocês querem que o menino venha ou não?”. Falaram: “Vem! Jogador é nosso”. Pediram para abaixar o salário. Ele aceitou abaixar o salário. Pede para aumentar um ano de contrato, o que foi uma surpresa para mim, porque eu achava que seria um problema para o clube (tempo de contrato). Mas, então, falam que o menino é muito bom, que o Adilson contava com ele. Damos um ano de contrato a mais. No fim, dizem que não querem ficar mais”, disse ao GloboEsporte.

Na série B de 2019, Ramon participou de 32 das 38 partidas. O contrato dele foi encerrado no final do ano e não houve intenção do atleta em permanecer no Vitória.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Os humilhado seram exaltado,por que o Vitória não repatriar o jogador ele deu sua contribuição em 2019 .Vida que segue ,os profissionais do Cruzeiro colocaram o clube na série B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui