Confronto direto: Jacuipense enfrenta o Jacobina no Eliel

As duas equipes somam 4 pontos na tabela do estadual e se enfrentam neste domingo.

JacobinaXJacuipense pelo campeonato baiano em 03/04/2017.(Foto: Divulgação.)

Em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Baiano 2018, a Jacuipense recebe o Jacobina, em casa, para uma partida considerada de “seis pontos”. As duas equipes somam 4 pontos na tabela do estadual e se enfrentam neste domingo (25), às 15h, no Estádio Eliel Martins, em Riachão do Jacuípe.  A partida estava marcada, inicialmente, para o sábado (24), porém, foi adiada devido ao apagão dos refletores na partida da Jacupa, contra o Vitória, na última quarta-feira que gerou problemas na parte elétrica do estádio.

EC Jacuipense

Com derrota na última partida, no Eliel, para o Vitória, jogo que foi adiado por falta de energia no estádio e remarcado para o dia seguinte, a Jacupa acabou sendo derrotada pelo placar de 1×0. No próximo compromisso, também em casa, o Leão do Sisal vai com tudo pra cima do Jacobina, buscando os 3 pontoes e se distanciar de vez do risco de rebaixamento. Se vencer, a Jacuipense vai a 7 pontos e encosta na zona de classificação para as semifinais. Caso perca, o time de Riachão se complica na tabela e vê seu adversário ultrapassá-lo e se distanciar.

Provável Time:

Jordan, Teles, Matheus, Lídio e Maxwel; Uelliton, Daniel Alves, Daniel Peixoto e Eudair; Tiaguinho e Brasão. Técnico: Jonilson Veloso

Jacobina EC

O Jegue da Chapada vai a Riachão em busca da segunda vitória seguida no campeonato e sonhar com a classificação. A equipe do técnico Orlando da Hora soma 4 pontos na competição, vem de um triunfo fora de casa, contra o Atlântico, em Pituaçu. Depois de encerrar o jejum de vitórias no estadual, o Jegue tentará sair do Eliel com os 3 pontos na bagagem.

Provável Time: 

Fernando; Cássio; Micael; Tiago; Maycon; Deivson; Lucas; Diego; Kaio; Vitinho; Teco. Técnico: Orlando da Hora

Eduardo Dias
Sobre Eduardo Dias 63 Artigos
Estudante de Jornalismo (Estácio), amante do futebol e da cultura nordestina. Colunista e Repórter.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*