Foto: Reprodução/CBF.

@Resenhanarede

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu a volta das competições nacionais para o dia 9 de agosto, contudo, a Série D ainda não tem calendário definido. O presidente da CBF, Rogério Caboclo, entende que a competição tem um nível de complexidade muito alto e exige maior planejamento da entidade.

“Demandam um operacional um pouco mais complexo (Série D e Futebol Feminino) . As equipes precisam de maior reestruturação para voltar e também uma logística maior. A Série D tem 68 participantes do Brasil inteiro. São 61 cidades envolvidas. Esses clubes não têm a mesma flexibilidade para jogar em outras praças. A A2 feminina não é diferente. Mas são calendários mais curtos, o que permite planejar com mais tranquilidade. Há uma malha aérea diminuta, hotéis fechados. Mas a CBF assumiu a responsabilidade de reabrir hotéis, colocar aviões no céu e fazer o futebol voltar”, disse em entrevista ao O GLOBO.

Assim, Vitória da Conquista, Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira ainda não sabem ao certo quando voltam a campo. O Tremendão e o Carcará já estão concentrados visando o retorno das competições nacionais e estaduais.

Colaborador: Osvaldo Barreto.

parceiro oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui