Jacobina x Juazeirense no estádio de Pituaçu. Foto: Felipe Alves.
parceiro oficial

@Resenhanarede

A partida entre Jacobina e Juazeirense, na última rodada do Campeonato Baiano, aconteceu no estádio de Pituaçu, em Salvador e levou ao estádio apenas 58 pagantes. Por ter perdido o mando de campo e já se encontrar na capital baiana, a direção do Jegue da Chapada optou por solicitar que a partida fosse realizada a cerca de 339 km dos seus torcedores. O clube teve um prejuízo de R$9.705,78 (nove mil setecentos e cinco reais e setenta e oito centavos), o valor engloba despesas com quadro móvel, aluguel do campo, arbitragem, ambulância, segurança e que deveriam ser descontado dos valores que entram na bilheteria.

O Campeonato Baiano a cada ano se torna uma competição sem apelo. Se antes já não tinha o atrativo comercial, passa a não contar com o torcedor nas arquibancadas. Na mesma rodada, o Fluminense de Feira recebeu o Vitória, no Joia da Princesa, e conseguiu levar apenas 926 pagantes para o estádio, um prejuízo de R$ 3.023,67. O que demonstra que o fato de jogar “longe de casa” não pode ser encarado como simples justificativa para os 58 pagantes em Pituaçu.

O campeonato este ano está nivelado ainda mais por baixo, tendo em vista que, Bahia e Vitória optaram por jogar o torneio com suas equipes de transição (Sub23). Por outro lado, os times do interior apostaram nas contratações de veteranos do futebol nacional, o que afasta aqueles que defendem que o estadual é a oportunidade de revelar novos nomes no futebol. Dentro de campo e nas arquibancadas, as decisões ainda não foram capazes de mudar o panorama do campeonato.

Já passou da hora dos responsáveis pelo futebol baiano discutirem com mais seriedade a fórmula e manutenção do Baiano. A competição é apenas palanque eleitoral para determinados políticos e alguns dirigentes envolvidos com o futebol, não só na Bahia, mas como em todo Brasil. A TV Globo, responsável por rentabilizar as competições, já ensaia uma mudança no calendário do futebol brasileiro.

Sonho desse que vos escreve é que a modalidade seguisse o padrão Alemão. A Bundesliga conta com apenas 36 clubes, em duas ligas. Os times que disputam as divisões inferiores jogam de forma regionalizada, em competições patrocinadas pela própria Federação Alemã de Futebol. Portanto, a defesa não é que o Estadual acabe, mas que os times menores tenham um calendário organizado e anual, para que possam se tornar rentáveis.

Campeonato Baiano – Rodada 02.

Jacobina 1×1 Juazeirense:
– R$ 9.705,78 (58 pagantes)
Fluminense x 2×2 Vitória:
– R$ 3.023,67 (926 pagantes)
Jacuipense 4×1 Bahia de Feira:
– R$ 4.525,99 (352 pagantes)
Doce Mel 1×2 Atlético de Alagoinhas:
– R$ 6.312,32 (109 pagantes)
Bahia 2×0 ECPP:
– R$102.218,76 (4.083 pagantes)

Colaborador: Osvaldo Barreto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui