Camisa 10: No Ba-Vi, Neilton e Zé Rafael buscam espantar a má fase

Vitória e Bahia fazem neste domingo (11), no Barradão, o último e mais aguardado Ba-Vi do ano. O jogo é válido pela 33ª rodada do Brasileirão.  Apesar do Tricolor viver uma fase muito melhor que a do Leão da Barra, as duas equipes vivem um drama em comum: a má fase de seus camisas 10, Neilton e Zé Rafael.

Neílton chegou ao Vitória no ano passado, após uma apagada passagem pelo São Paulo. Desde que chegou ao clube, o camisa 10 fez 81 jogos e marcou 27 vezes. Dos 27 gols, 20 foram só na temporada 2018, fazendo de Neilton o principal jogador do time. Neilton também é o artilheiro da equipe no Brasileirão, com 6 gols. Mas nos últimos jogos, o atleta não tem conseguido repetir o desempenho alcançado até o meio da temporada. O último gol do atacante foi contra o Corinthians, no dia 27 de outubro.

Neilton terá a chance de fazer as pazes com a torcida no clássico de domingo. (Foto: Maurícia da Matta/ EC Vitória).

A falta de sintonia com o treinador Carpegiani, que acabou sendo demitido antes do Ba-Vi, pode ter sido um dos fatores de peso para a queda de rendimento do atacante. Mas, apesar da fase ruim, não se pode subestimar o camisa 10 Rubro-Negro.

Do lado Tricolor, o camisa 10 Zé Rafael também vive dias difíceis. A temporada foi muito melhor para o Bahia, que quase parou nas quartas da Sul-Americana, foi campeão baiano, vice da Copa do Nordeste e ainda briga por vaga em uma das competições internacionais (Sul-Americana e Libertadores) do ano que vem. Mas o principal jogador da equipe passa por um momento oposto ao do clube.

Desde que chegou ao Tricolor, Zé Rafael é recordista de atuações. (Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia).

Desde que chegou do Londrina para o Bahia, em 2017, Zé Rafael se tornou a peça principal do time. Protagonista em vários momentos, o meia acumula 123 partidas e 16 gols pelo Tricolor de Aço. Na Sul-Americana 2018, Zé Rafael anotou três gols; no brasileirão, balançou a rede duas vezes. O último tento do atleta foi justamente na Sul-Americana, diante do Cerro, no dia 8 de agosto.

O Bahia, mais uma vez, foi o clube brasileiro que disputou mais partidas na temporada. Zé Rafael, atuou em 63 partidas esse ano, sendo o jogador que mais jogou pela equipe Tricolor nas duas últimas temporadas.

Mas a má fase do atleta não tira a importância de Zé Rafael dentro do time. Seu desempenho chamou a atenção do Palmeiras, possível destino do meia na próxima temporada. Mesmo que não esteja em seus melhores dias, Zé Rafael continua sendo uma arma poderosa do Tricolor para o clássico de domingo.

 

Cássio Moreira
Sobre Cássio Moreira 97 Artigos
Estudante de Jornalismo (Estácio). Repórter futebol baiano.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*