BaVi da vergonha: Vitória emite comunicado oficial

O clube liberou comunicado para a imprensa no início da tarde de hoje, 19, negando as acusações de “forçar” a última expulsão

O clássico BaVi ainda não acabou. Após a batalha campal entre os jogadores na tarde de ontem no estádio do Barradão, a partida válida pela sexta rodada do campeonato baiano segue repercutindo.

A bola da vez é a polêmica sobre a direção do Vitória ter passado uma orientação para os jogadores forçarem a quinta expulsão, o que impediria, pelo regulamento do futebol, que a partida seguisse acontecendo.

A diretoria do Vitória lamentou os acontecimentos no gramado e voltou a negar qualquer orientação para o zagueiro Bruno Bispo forçar sua expulsão.

Confira o comunicado na íntegra:

“O Esporte Clube Vitória lamenta profundamente os incidentes ocorridos no clássico BaVi deste domingo (18), no Barradão. O futebol baiano vive um processo irreversível de profissionalização na gestão dos clubes e a briga generalizada, que marcou a partida válida pela sexta rodada do Campeonato Baiano 2018, é oposta a tudo o que o clube tem implementado desde dezembro de 2017.

Informamos que os atletas envolvidos nos incidentes ocorridos no início do segundo tempo do jogo já foram notificados e serão punidos internamente pelo Esporte Clube Vitória. Os atos de violência não são justificados e não estão de acordo com os valores da instituição. O clube aproveita o ensejo para lamentar postura e atitudes do atleta Vinícius, do Esporte Clube Bahia. O jogador irresponsavelmente incitou a violência antes do clássico, por meio de ofensas nas redes sociais, e durante o jogo, com gestos obscenos na comemoração de um gol.

Os atletas profissionais dos dois maiores clubes do estado deveriam servir de exemplo e o Vitória insistirá em ações e palestras internas para que seus representantes tenham condutas alinhadas aos valores da nossa instituição.

O clube acrescenta que o seu departamento jurídico está tomando todas as providências cabíveis e necessárias à preservação e defesa dos interesses do Esporte Clube Vitória, principalmente nas esferas da Federação Bahiana de Futebol e TJD-BA, incluindo todo o suporte aos atletas envolvidos no episódio.

O Esporte Clube Vitória reforça que não houve ordem ou orientação aos atletas por parte da direção para que houvessem expulsões suficientes para que a partida fosse encerrada pelo árbitro do jogo. Nos seus 119 anos de vida, o Esporte Clube Vitória sempre foi referência de esportividade, fair play e ética, e jamais fugiu à luta em qualquer competição na sua centenária e vitoriosa história.”

Vinicius Nascimento
Sobre Vinicius Nascimento 212 Artigos
Estudante de Comunicação na UFBA, produtor do programa Os Donos da Bola na TV Band e faz de tudo no Resenha na Rede. Oficialmente, editor e repórter do site. Tricolor, viciado em estádio e feliz pela própria natureza.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*