Clima quente nos bastidores: Vitória divulga comunicado oficial

A diretoria do Vitória não viu com bons olhos as declarações feitas por Guilherme Bellintani, presidente do Bahia. O cartola tricolor declarou que o time Rubro-negro tem que “cacarejar em outro lugar” enquanto se mostrava indignado por conta da péssima recepção enfrentada pelo elenco Tricolor na chegada ao Barradão na tarde de ontem.

“É assim que pregam respeito? Vamos ganhar em campo, vamos jogar bola, pelo amor de Deus. É assim que se ganha. O Bahia recebeu o Vitória lá com todo cuidado, como deve ser o futebol brasileiro. A nossa torcida não mexeu com o ônibus do Vitória hora nenhuma, como deve ser num estádio de verdade”, afirmou. “Agora você acha que a gente tem medo dessas coisas? Vão cacarejar em outro lugar!

Bellintani exibe pedra arremessada contra o ônibus que transportava o Bahia. Declarações do presidente não foram vistas com bons olhos pela direção do Vitória. Foto: Reprodução

No comunicado, o Vitória aproveitou para se mostrar insatisfeito com a forma como o Bahia tratou o Barradão, símbolo de orgulho e tratado como Santuário pelo Rubro-negro. As piadas feitas pelo Bahia com relação à instituição Esporte Clube Vitória também desagradaram e foi motivo de repúdio no comunicado assinado pelo presidente Ricardo David.

O clube não aceitará a tentativa de desqualificação do Estádio Manoel Barradas. Assim como ocorreu no passado, são esforços inúteis de inviabilizar o estádio e não mediremos esforços para defender o nosso Santuário.

Confira abaixo a íntegra do comunicado emitido pelo clube.

O Esporte Clube Vitória, por meio desta nota, expressa repúdio às declarações e manifestações públicas vindas do Esporte Clube Bahia e seus dirigentes, antes, durante e após o clássico BaVi do Barradão, no último domingo (8). O clube não aceitará a tentativa de desqualificação do Estádio Manoel Barradas. Assim como ocorreu no passado, são esforços inúteis de inviabilizar o estádio e não mediremos esforços para defender o nosso Santuário.

O Clube repudia também a forma pejorativa usada pela diretoria rival para adjetivar a instituição e o Barradão, que há 32 anos é a casa do Esporte Clube Vitória, patrimônio da torcida rubro-negra e da cidade de Salvador. A praça esportiva e todo o CT Manoel Pontes Tanajura seguem sendo instrumentos de mudança, educação e inclusão social.

De forma orquestrada, há um movimento que visa atingir o Esporte Clube Vitória. Ataques gratuitos de membros da diretoria rival direcionados à instituição e ao Santuário não serão tolerados pelo nosso Clube. Defenderemos o Barradão até a última consequência!

O Esporte Clube Vitória aproveita o ensejo para lamentar os atos de vandalismo na chegada da delegação rival ao Barradão. O clube é contrário a toda forma de violência.

O Clube registra, no entanto, que o adversário foi negligente e ignorou orientação passada pelo Vitória, e também pela Polícia Militar da Bahia, sobre a necessidade de antecipar o acesso ao Estádio na partida de ontem, em razão do ‘Corredor Rubro-Negro’, iniciado antes das 14h30.

O Esporte Clube Vitória reforça que não aceitará condutas contrárias aos valores da instituição e buscará defender os seus interesses em qualquer situação.

Ricardo da Silva David

Presidente do Conselho Diretor”

Vinicius Nascimento
Sobre Vinicius Nascimento 227 Artigos
Estudante de Comunicação na UFBA, produtor do programa Os Donos da Bola na TV Band e faz de tudo no Resenha na Rede. Oficialmente, editor e repórter do site. Tricolor, viciado em estádio e feliz pela própria natureza.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*