Barbosinha avalia confronto com o Jacobina: “Bastante complicado, não só para nós, para eles também”

Foto: Divulgação/Bahia de Feira

@resenhanarede

De bem com a vida, na ponta da tabela e invicto há três partidas, o Bahia de Feira terá pela frente mais um desafio na Arena Cajueiro. O próximo adversário será o Jacobina, neste domingo (3) e o técnico Quintino Barbosa conversou com o Resenha na Rede sobre a partida.

O comandante do Tremendão fez uma avaliação da campanha do time até aqui e projetou dificuldades contra o próximo adversário.

“O Bahia de Feira faz uma campanha tranquila, mas com jogos complicados. Temos tido inteligência e Deus tem nos abençoado bastante e tem nos dado sabedoria para conduzir. Fizemos três jogos com três situações táticas diferentes, posicionamentos diferentes. Uma contra o Jacuipense, uma contra o Conquista e uma com o Bahia, tudo dentro da formação e do sistema do adversário. Vamos ter outra totalmente diferente contra o Jacobina, que é um adversário muito dificíl, complicado. Não vai ser jogo fácil. Vamos ter que jogar muito, ter muita inteligência”, avaliou.

A campanha, ela se desenha pelo empenho, pela determinação, pelo focados jogadores. Todos acreditando no projeto que Deus tem para nós, não ganhamos nada ainda. A liderança não cai no nosso colo de graça, tem que ter competência, objetivos e metas. E isso nós temos. Vamos fazer um bom jogo e ter sabedoria para conduzir”,

No elenco, Barbosinha tem um jogador que conhece bastante o estilo de jogo do Jacobina, que inclusive deu uma declaração ao Resenha na Rede de que ajudaria o treinador nas informações sobre o adversário.

“O Vitinho jogou lá. Eu também trabalhei no Jacobina, nós sabemos o estilo de jogo deles, como o Sales joga… É um time que joga muito atrás. A gente vai ter que procurar os espaços, ter velocidade, e isso nós temos bastante, e ter tranquilidade. É um jogo bastante complicado, não só para nós, para eles também. Cada um com suas virtudes e suas deficiências”, garante o comandante do Tremendão.

Polêmica

Na quarta-feira, após o triunfo sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova, Barbosinha deu uma declaração sobre a decisão do Bahia de jogar com o time reserva. “Manda no próximo jogo entrar com time misto de novo”. (Veja aqui).

Tal declaração, foi rebatida por um assessor de comunicação do Jacobina, em um grupo de Whatsapp, que disse: “Não cantaria triunfo antes da hora”, interpretando a declaração do técnico do Trmendão como uma provação ao Jacobina, próximo confronto do Bahia de Feira.  Barbosinha fala sobre preparativos para jogo contra o Vitória da Conquista

Barbosa, também presente no grupo de mensagens, no mesmo momento retrucou e disse que na hora não lembrava quem era o próximo adversário. Ao Resenha ele explicou a situação e alegou que já está tudo resolvido entre eles e tudo não passou de um mal-entendido. 

“Eu jamais falei do Jacobina depois do jogo do Bahia. Até porque eu não tinha o porquê falar. Eu estava ainda vivendo o jogo do Bahia. Já conversei com ele. Eu tenho uma história no Jacobina. Se o Jacobina está na primeira divisão, eu tenho participação direta nos bastidores para isso. Morei 10 anos lá. Eu reativei o Jacobina. Então, não tinha porquê eu desmerecer um time no qual têm pessoas que eu considero muito”, explicou.

A partida entre Bahia de Feira e Jacobina está marcada para domingo (3), às 16h, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana. O Tremendão busca manter a invencibilidade no campeonato enquanto o Jegue da Chapada tentará a primeira vitória na competição.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*