Bahia encara o Inter e pode acabar rodada na vice-liderança da Série A

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

@Resenhanarede

Para manter a boa fase na temporada, passar a pausa para a Copa América em paz, chegar ao sétimo jogo de invencibilidade e, quem sabe, assumir até a vice-liderança do Campeonato Brasileiro – precisa vencer e torcer por uma combinação de resultados na rodada –, o Bahia encara o Internacional, nesta quarta-feira (12), às 21h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, com a moral lá em cima.

Na sexta colocação da Série, com 14 pontos, o Bahia chega motivado e com a confiança elevada para o difícil duelo com o Colorado, que vem na cola do Tricolor e está na sétima posição, com 13 pontos. Ou seja, o jogo é um confronto direto, mesmo ainda sendo início de campeonato.

Para a partida, o técnico Roger Machado não poderá contar com o volante Gregore e o atacante Arthur Victor, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo, e com o atacante Élber, lesionado. Quem também pode aparecer entre os onze que iniciam o jogo é o atacante Gilberto, recuperado de lesão.

Do lado do Inter, o treinador Odair Hellmann não poderá escalar o centroavante Paolo Guerrero, que está com a seleção peruana. Além do craque peruano, Emerson Santos está suspenso, Moledo está lesionado e Iago está com a Seleção Brasileira pré-olímpica. O volante Edenílson, com dores, é dúvida.

Confiança em alta

O volante Elton, que está confirmado no time titular do Bahia, ainda não sabe qual companheiro se juntará a ele e a Douglas Augusto no meio de campo. Flávio é o favorito para assumir a vaga de Gregore, mas Eric Ramires e Yuri correm por fora. Mas ele deixa claro a preferência em manter uma trinca de volantes. Já no ataque, Arthur Caíke e Rogério devem substituir Arthur Victor e Élber. Porém, mesmo com os desfalques, Elton exala confiança no momento que o time vive.

“Quando está vivendo um bom momento, a gente fica entre os primeiros colocados, começam a falar do time, a falar do jeito que a equipe joga. A gente está jogando com uma trinca de volantes e está dando certo. Então a torcida, muita gente fala, quando vai com três volantes: ‘o time vai ficar defendendo, vai ficar atrás da linha da bola’. E a gente está mostrando que dá para jogar, que dá para sair com velocidade. E, quando o resultado fica a nosso favor, dá mais confiança. Fico muito feliz. A equipe toda se encaixou bem. É agradecer, viver esse momento. Vamos continuar. Espero que neste ano a gente esteja sempre brigando lá em cima”, falou o volante.

Ficha:

LOCAL: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).
DIA E HORA: Quarta-feira, às 21h30.
ÁRBITRO: Paulo Roberto Alves Junior. ASSISTENTES: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn e (trio do Paraná).
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Roberto, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Nonato, Patrick (Edenílson), Nico López e D’Alessandro; Rafael Sóbis. TÉCNICO: Odair Hellmann.
BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Flávio, Douglas Augusto e Elton; Athur Caíke, Rogério (Eric Ramires) e Gilberto (Fernandão). TÉCNICO: Roger Machado.

Rafael Tiago Nunes
Sobre Rafael Tiago Nunes 179 Artigos
Editor, colunista e setorista do Bahia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*