Após derrota no Beira-Rio, Carpegiani e jogadores reclamam da arbitragem polêmica

Foto Ricardo Duarte/Internacional.

@Resenhanarede

O Vitória iniciou a partida com gol, aos dois minutos de partida o Leão abriu o placar com o gol contra de Emerson Santos. Mas o Rubro-Negro sucumbiu a pressão gaúcha e perdeu a partida por 2 a 1 , neste domingo (30), no Beira-Rio, pela 27ª rodada do Brasileirão. Leandro Damião e D’Alessandro, em pênalti marcado de forma errada, viraram para o Internacional.

O treinador Carpegiani lamentou o lance e a falta da utilização árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro.

“Esses erros acontecem a todo instante. O VAR iria fazer justiça as coisas erradas que acontecem no futebol. O futebol europeu tem uma arbitragem fantástica e dificilmente eles erram, e mesmo assim contam com o VAR. Aqui não temos e acaba prejudicando determinados clubes. Eu sou a favor que tenha o auxílio. Temos algumas exceções, mas de maneira geral, tecnicamente tem deixado a desejar. Até o final do ano devem acontecer partidas que acabem prejudicando times que brigam por título ou pelo Z-4”, disse o técnico.

Outro que esbravejou após a partida foi o zagueiro do Vitória, Ramon. “A gente veio para conseguir os três pontos, mas esse juiz, que não sei o nome, veio para nos atrapalhar. A gente trabalha a semana toda, não sei se foi pênalti, mas nem mão foi. Isso é uma vergonha. A gente precisa dos pontos e ele vem aqui atrapalhar, afirmou o atleta após a partida.

O resultado mantém o Leão com 29 pontos conquistados na 16ª colocação. O  Vitória pode entrar na zona de rebaixamento após o complemento da rodada,  isso porque o Paraná recebe o Vasco nesta segunda-feira e o Rubro-negro está empatado com o mesmo número de pontos da equipe carioca, primeira dentro da zona de rebaixamento.

 

Osvaldo Barreto
Sobre Osvaldo Barreto 1126 Artigos
Advogado. Estudante de Jornalismo (Estácio). Editor, colunista e repórter do Resenha na Rede. Apaixonado pela escrita e pelo Rubro-negro.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*