Ah, mas quem diria!

(Imagem: Maurícia da Matta - ECV)

Começava mais um clássico Ba x Vi em Salvador. Talvez um dos mais previsíveis dos últimos tempos para muitos, sejam torcedores ou profissionais que acompanham o dia a dia do Leão da Barra e do Esquadrão de Aço. Mas, existe Ba x Vi previsível?

No último domingo (03/02), ocorreu o duelo de número 489 das maiores forças do nosso Estado. Durante a semana, quando o ar de Salvador começava a “feder a Ba x Vi”, o que mais se ouvia por todos os cantos era a iminência de uma goleada histórica para o Tricolor de Aço, não só por jogar em casa, mas por toda a suposta superioridade técnica que seria exposta dentro das quatro linhas da Arena Fonte Nova.

Era de conhecimento geral que o Vitória não entraria neste clássico como favorito. Acumulava nas costas 10 jogos em quase 2 anos sem um resultado positivo em cima do seu maior rival, além de passar por uma crise interna, sem falar no seu elenco que há muito tempo não empolga a sua torcida. No outro lado da moeda, encontrava-se um Bahia empolgado pela sua torcida, que em mais um ano enchia o peito para afirmar que hoje estamos presenciamos o melhor elenco de todos.

 

Capitães e Juízes prontos para o “Ba x Vi mais fácil da história” (Imagem / Maurícia da Matta – ECV)

 

Às 17h desse quente domingo, iniciava-se o “Ba x Vi mais fácil de todos os tempos”. O Esquadrão “imbatível” contra o Leão que não mais rugia. Ao tempo que o jogo rolava, os 43 mil tricolores que lá estavam sentiam que seria um dia de festa, mas, esqueceram do que é mais importante em um clássico, principalmente entre Bahia e Vitória: O Ba x Vi mais fácil de todos foi há 6 anos atrás!

 

(Imagem: Maurícia da Matta – ECV)

Esqueceram também que em muitos jogos desse tamanho, jogadores se destacam e surpreendem a todos (Ronaldo, você merecia uma medalha!), também tem aqueles que se ofuscam mais do que a torcida, quando é concedida a permissão dos visitantes ocuparem 10% da Arena (Já acordaram ou ainda dormem, @Rogério e @Guilherme?).

 

 

Ah, mas quem diria! Após tanta pressão em 45 minutos, apenas um gol ter sido marcado. Após semanas de empolgação, os gritos serem entupidos pelo Leão desacreditado. Ah, mas quem diria… Esqueceram que, neste duelo que atravessa gerações, a sua previsibilidade é ser IMPREVISÍVEL!

O resultado do Ba x Vi de número 489 foi de 1 a 1. O duelo que serviria pra expor a suposta hegemonia tricolor, servirá de alerta para aqueles que ousem desacreditar. Servirá de aviso para que todos saibam: O Leão nunca irá deixar de rugir.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*